Jornal do Commercio
Justiça

Ministro do Trabalho suspende procedimentos sobre registro sindical

A medida não atinge processos que devem ser cumpridos por determinação judicial

Publicado em 12/07/2018, às 09h43

Caio Vieira de Mello assumiu o Ministério do Trabalho na última terça-feira (10) / Foto: Marcos Côrreia/PR
Caio Vieira de Mello assumiu o Ministério do Trabalho na última terça-feira (10)
Foto: Marcos Côrreia/PR
Estadão Conteúdo

O novo ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, suspendeu todos os procedimentos de análise e as publicações relativas a processo de registro sindical na pasta pelo prazo de 90 dias. O ato, um dos primeiros do advogado mineiro no cargo, está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (12). A medida não atinge processos que devem ser cumpridos por determinação judicial.

Caio Vieira de Mello assumiu o comando do Trabalho na última terça-feira (10), em substituição a Helton Yomura, afastado do cargo na semana passada depois de ter sido alvo na 3ª fase da Operação Registro Espúrio da Polícia Federal. A ação aprofunda investigações sobre suposta concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Yomura representava o PTB no governo.

No dia da posse, o novo ministro sinalizou que faria mudanças na pasta depois das investigações realizadas pela PF. Questionado por jornalistas se poderia fazer uma "limpa" no Ministério, Mello respondeu com outra pergunta: "A senhora não faria?". "O que for necessário, será feito", afirmou ele, acrescentando que vai "fazer um exame apurado de todas as situações".



No mês passado, a Secretaria de Relações do Trabalho do Ministério já havia determinado a suspensão, pelo prazo de 90 dias, da emissão de mais de 180 certidões sindicais, também com o objetivo de apurar possíveis irregularidades.

Operação Registro Espúrio

A Operação Registro Espúrio, que obrigou o Ministério do Trabalho a fazer esse pente-fino nos processos, foi deflagrada no fim de maio. Além de Yomura, também são alvo da operação, em diferentes fases, o ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, pivô do escândalo do mensalão do PT, e os deputados Jovair Arantes (PTB), Paulinho da Força (Solidariedade), Wilson Filho (PTB) e Nelson Marquezelli (PTB). A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha de Jefferson, também é investigada na ação da PF.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por WELLINGTON NOGUEIRA DA COSTA,12/07/2018

APOS O RESULTADO E O ANDAMENTO DAS INVESTIGAÇÕES REALIZADAS PELA POLÍCIA FEDERAL (PF) ! ! ! QUE CONSTARAM À "LIBERAÇÃO DE NOVOS-REGISTROS" PARA SE FORMAREM (NOVOS-SINDICATOS) SOB ALEGAÇÃO DE FAVORECIMENTO FINANCEIRO AOS INTEGRANTES QUE OCUPAVAM A "PASTA" DO MINISTÉRIO DO TRABALHO ! ! 1 NADA MAIS (JUSTO) QUE SE SUSPENDA TAIS MEDIDAS QUE FORAM TOMADAS E REALIZE UM VERDADEIRO "PENTE-FINO" EM TODOS OS REGISTROS QUE FORAM CONCEDIDOS ! ! !

Por Edna Nunes,12/07/2018

Tem mais é que banir mais da metade dos sindicatos existentes no Brasil e não permitir criarem outros!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM