Jornal do Commercio
DÉFICIT MENOR

Déficit primário deve ficar entre R$ 125 bi e R$ 126 bi em 2018, diz Temer

O previsto era de que o déficit seria de R$159 bilhões

Publicado em 06/12/2018, às 19h39

Temer ressaltou que as medidas tomadas por ele desde que assumiu a presidência foram responsáveis pela tomada da credibilidade do País / Foto: Alan Santos/PR
Temer ressaltou que as medidas tomadas por ele desde que assumiu a presidência foram responsáveis pela tomada da credibilidade do País
Foto: Alan Santos/PR
Estadão Conteúdo

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (6) durante homenagem que recebe na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) que o déficit primário de 2018 vai ser menor do que o anteriormente previsto.

"Ontem (quarta-feira) mesmo, o Eduardo Guardia (ministro da Fazenda) comentou comigo que o déficit não vai ser mais de R$ 159 bilhões, mas sim entre R$ 125 bilhões e R$ 126 bilhões", afirmou Temer, em discurso na sede da entidade, em São Paulo.

Durante sua fala, Temer ressaltou as medidas que tomou desde que assumiu a Presidência, em maio de 2016, e disse que elas foram responsáveis pela retomada da credibilidade do País.



Na visão do presidente, o trabalho que ele conduziu no governo "começa agora a ser reconhecido". "Umas das provas de que fizemos um bom trabalho é que nossos ministros estão sendo chamados a outros governos, como aqui em São Paulo e no Distrito Federal", ressaltou.

Reforma da previdência

Temer afirmou que se "regozija" de ter colocado a reforma da Previdência na pauta política do País. "A prova disso é que o governo eleito colocou o tema como uma das prioridades", disse o presidente.

Antes da fala de Temer, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, disse que Temer fez todos os esforços possíveis pela reforma da Previdência. "A vontade dele era não só aprovar a reforma da Previdência, como também a reforma tributária", comentou Skaf.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM