Jornal do Commercio
CÂMBIO

Dólar cai e bolsa fica estável com dados fracos nos EUA

O Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com valorização de 0,07%

Publicado em 27/12/2018, às 17h58

O dólar encerrou o dia cotado a R$ 3,894, uma baixa de 0,7% / Foto: Marcelo Casal Jr/ Agência Brasil
O dólar encerrou o dia cotado a R$ 3,894, uma baixa de 0,7%
Foto: Marcelo Casal Jr/ Agência Brasil
ABr

Num dia de tensões no mercado financeiro internacional, a moeda norte-americana caiu e a bolsa de valores fechou estável. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (27) vendido a R$ 3,894, com baixa de 0,7%. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com pequena valorização de 0,07%, aos 85.194 pontos.

Os mercados no Brasil foram influenciados pelas turbulências nos Estados Unidos. A divulgação de que o índice de confiança do consumidor norte-americano atingiu, em novembro, o menor nível em quatro meses provocou a queda dos principais índices das bolsas de valores dos Estados Unidos. Nessa quarta-feira (26), as ações das empresas norte-americanas tinham registrado fortes ganhos depois de despencarem na véspera de Natal.



Banco Central

O dia teve poucos negócios no mercado financeiro brasileiro, por causa da proximidade do feriado de fim de ano. Hoje, o Banco Central vendeu US$ 1 bilhão de dólares das reservas internacionais com o compromisso de recomprar o dinheiro mais tarde. A autoridade monetária também anunciou que vai rolar (renovar) integralmente os contratos de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro) em janeiro. Essas intervenções têm como objetivo segurar a alta da moeda norte-americana.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM