Jornal do Commercio
Leilão

Espanhola vence leilão e consegue concessão de aeroportos do Nordeste

A Aena Desarrollo Internacional ofereceu 1,9 bilhão pelo bloco Nordeste, que inclui o aeroporto do Recife

Publicado em 15/03/2019, às 11h45

Entre os aeroportos, está o do Recife / Foto: JC Imagem
Entre os aeroportos, está o do Recife
Foto: JC Imagem
JC Online

Atualizada às 12:28

Espanhóis serão os donos da concessão que dá direito a diversos aeroportos do Nordeste, entre eles, o do Recife. Aena Desarrollo Internacional ofereceu um valor de R$ 1,9 bilhão, no leilão que ocorreu B3 Bolsa de Valores de São Paulo, nesta sexta-feira (15).

O consórcio espanhol Aena venceu o bloco do Nordeste, com uma oferta de R$ 1,9 bilhão, ágio de 1.010%. No Centro-Oeste, o vencedor foi o consórcio Aeroeste, com proposta de R$ 40 milhões, ágio de 4.739,88%. Já no Sudeste, o vencedor foi a Zurich, com proposta de R$ 437 milhões, ágio de 830,7%.

 

Leilão

O grupo espanhol foi o mais disputado com seis interessados em adquirir a concessão. Primeiro, foram entregues propostas por escrito. Depois, foram dadas propostas a viva-voz. O ágio da proposta oferecida pela Aena foi de 1.010%.



 

O Bloco do Nordeste foi o que contou com seis interessados e o maior ágio, como já era esperado por especialistas do setor. O bloco também inclui o aeroporto do Recife.

Perfil

A Aena Desarollo Internacional é uma grande player do setor de aviação, opera 46 aeroportos na Espanha, incluindo os terminais de Madri e Barcelona. No ano passado, a Aena trasportou 263,7 milhões de passageiros, realizando 2,3 milhões de operações. Na América Latina, a administra os aeroportos no México, Jamaica e Colômbia.

Os seguintes grupos apresentaram propostas interessados na concessão do Bloco Nordeste: Aena, CPC, Consórcio Região Nordeste, Fraport, Vinci, Zurich Airport.



Comentários

Por Andre Luis,15/03/2019

Acho engraçado aqueles que reclamam passam a vida enchendo o saco e não propõem nada!!!,

Por João Rocha,15/03/2019

O Brasil nunca perdeu o hábito de deixar de se encostar no ombro dos estrangeiros, desde o seu descobrimento. Agora, se a negociação dos aeroportos nordestinos foi ruim para o Brasil, pior foi para os espanhois que vão encontrar pela frente um tremendo abacaxi de difíceis soluções em razão dos inúmeros problemas que terão de enfrentar. Este é o Brasil que eu conheço.

Por Mario MELO,15/03/2019

Errado Luiz, o lance minimo era de R$ 171.000.000,00.

Por Luiz ,15/03/2019

O valor de 1,9 bilhão de reais implicou num ágio de 1.010%. Isto implica dizer que o valor de leilão do bloco de aeroportos brasileiros do nordeste era de R$ 1.881.188,19 reais (um milhão oitocentos e oitenta e um mil cento e oitenta e oito reais e dezenove centavos). Conforme está escrito no texto da reportagem. Preço desprezível, verdadeiro escândalo de desvalorização de bem patrimonial brasileiro.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM