Jornal do Commercio
VIAGENS

Companhias aéreas irão limitar tamanho da bagagem de mão

As novas regras funcionarão em cárater educativo do dia 10 ao dia 24 de abril antes de serem oficializadas. No Aeroporto do Recife, começam a vigorar no dia 17

Publicado em 09/04/2019, às 10h14

"O objetivo é agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque, evitando atrasos", afirmou a Abear
Foto: PxHere
JC Online

A partir de quarta-feira (10), as companhias aéreas brasileiras irão começar a fiscalizar com mais rigor as malas de bordo, estabelecendo tamanho máximo para as bagagens embarcadas pelos passageiros. A justificativa dada pela Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) é de que, desde o início da cobrança da bagagem despachada, muitas pessoas passaram a levar malas maiores a bordo, criando problemas no embarque.

Sem espaço suficiente para acomodar todas na cabine de passageiros, algumas precisam ser transferidas de última hora para o porão do avião, causando atrasos e confusões. "O objetivo desta ação é agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque, evitando atrasos e trazendo maior conforto para todos os passageiros", afirmou a Abear.

A fiscalização será feita antes do passageiro entrar na área de raio-x para o embarque. A Abear deverá usar uma caixa para servir como molde e identificar se as malas estão dentro dos padrões estabelecidos. Se a mala não entrar, é porque estoura o tamanho permitido.

Do dia 10 ao dia 24 de abril, as novas regras funcionarão apenas em caráter educativo, em 15 aeroportos do país, incluindo o aeroporto do Recife. A partir desta data em diante, caso ultrapasse as dimensões estabelecidas, o passageiro será encaminhado novamente ao check-in da empresa para fazer o despacho da bagagem e pagamento das taxas para o transporte da mala. Em média, o preço cobrado pelo pagamento com antecedência custa R$ 60, enquanto no aeroporto sai por R$ 120.

Os primeiros aeroportos em que serão implementadas as novas regras serão os de Brasília (DF), Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba (PR), Natal (RN) e Viracopos, em Campinas (SP), já a partir da quarta-feira, dia 10 de abril. No Aeroporto dos Guararapes, no Recife, as regras devem passar a valer a partir do dia 17 de abril.



Tamanhos

As bagagens poderão ter no máximo 35 centímetros de largura, 25 centímetros de profundidade e 55 centímetros de altura. Os tamanhos serão medidos considerando inclusive as rodinhas e a alça, e não apenas o "corpo" da mala.

Segundo a Abear, as dimensões seguem os padrões internacionais da IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo). A associação utilizará uma caixa única para todas as companhias aéreas, já que Gol, Latam, Azul e Avianca passaram a adotar o mesmo padrão de tamanho para as malas de mão.

Bolsa adicional

Além da bagagem de mão, os passageiros podem levar apenas mais um item pessoal, podendo ser uma bolsa, uma mochila para notebook, uma bolsa para bebê ou uma sacola com produtos comprados nas lojas do aeroporto.

Nesse caso, o tamanho máximo é de 45 centímetros de largura, 20 centímetros de profundidade e 35 centímetros de altura. Esse item pessoal deve ser guardado embaixo do assento do passageiro. Limite de peso não foi mencionado nas novas regras.

Lista de aeroportos participantes da campanha educativa da Abear:

• Aeroporto Afonso Pena (Curitiba/PR)

• Aeroporto Aluízio Alves (São Gonçalo do Amarante/RN)

• Aeroporto de Confins (Belo Horizonte/MG)

• Aeroporto de Congonhas (São Paulo/SP)

• Aeroporto de Guarulhos (Guarulhos/SP)

• Aeroporto Galeão – Tom Jobim (Rio de Janeiro/RJ)

• Aeroporto Guararapes – Gilberto Freyre (Recife/PE)

• Aeroporto Juscelino Kubitschek (Brasília/DF)

• Aeroporto Luís Eduardo Magalhães (Salvador/BA)

• Aeroporto Pinto Martins (Fortaleza/CE)

• Aeroporto Salgado Filho (Porto Alegre/RS)

• Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro/RJ)

• Aeroporto Santa Genoveva (Goiânia/GO)

• Aeroporto Val-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro (Belém/PA)

• Aeroporto Viracopos (Campinas/SP)




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM