Jornal do Commercio
Notícia
CRÉDITO

Confira como consultar o saldo do seu FGTS

Governo estuda liberar saque de até 35% do recursos de contas ativas no FGTS; porcentagem de saque depende do saldo atual da conta do trabalhador

Publicado em 17/07/2019, às 10h53

Porcentagem do saque pode ser de até 35% dos fundos / Foto: Divulgação
Porcentagem do saque pode ser de até 35% dos fundos
Foto: Divulgação
JC Online
Com informações do Estadão

O Ministério da Economia estuda permitir a trabalhadores o saque de até 35% do recursos de contas ativas, ou seja, dos contratos de empregos atuais, no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

A porcentagem de liberação para saque depende do saldo atual da conta do trabalhador. Para conferir o extrato do FGTS, basta fazer o download do aplicativo oficial do programa, disponível no Google Play, APP Store e Windows Store.

De acordo com fontes a par do assunto, a autorização dos saques deve ser feita na seguinte proporção:

Quem tem até R$ 5 mil no FGTS, poderia pegar 35% do saldo; 

Trabalhadores com até R$ 10 mil no fundo teriam autorização para sacar 30%;

O percentual de quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS ainda não foi definido;

Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

A liberação seria feita pela data do aniversário. Já aqueles que já fizeram aniversário este ano, teriam direito ao benefício assim que for autorizado.



Trabalhador demitido 

O governo também estuda limitar o saque da totalidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores demitidos sem justa causa. Hoje, quem é demitido sem justa causa pode retirar toda a verba que tem no fundo, com rendimentos, além de uma multa de 40% sobre esse valor. 

Segundo as fontes, que pediram anonimato, a ideia de limitar ou impedir o saque na demissão por justa causa é uma ideia que está sendo discutida. A medida também acabaria com falsos acordos entre empresas e trabalhadores de demissão nesta condição apenas para permitir o saque do FGTS ao empregado.

Entenda

Visando injetar R$ 42 bilhões na economia do país ao aumentar o poder de compra e, assim, atingir a projeção de crescimento de 0,81% no PIB, o Ministério da Economia estuda permitir a trabalhadores o saque de até 35% do recursos de contas ativas, ou seja, dos contratos de empregos atuais, no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

Junto com a liberação de fundos do FGTS, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM