Jornal do Commercio
Notícia
AÇÕES

Empresas podem ir à Justiça após suspensão de tabela de fretes

Com a suspensão, o governo deu subsídios para que as empresas ingressem com as ações, na visão de especialista

Publicado em 23/07/2019, às 08h21

A suspensão da tabela de fretes foi anunciada como tentativa de evitar uma nova greve de caminhoneiros / Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
A suspensão da tabela de fretes foi anunciada como tentativa de evitar uma nova greve de caminhoneiros
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
JC Online
Com informações do jornal O Globo

Após a suspensão da tabela de fretes, anunciada nessa segunda-feira (22) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, na tentativa de evitar uma nova greve de caminhoneiros, empresas podem ir à Justiça questionar os novos custos.

Ouvido pelo jornal O Globo, o advogado Frederico Favacho afirmou que com o abandono da tabela, criada com ajuda do grupo de pesquisa e extensão em logística agroindustrial da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP) e publicada na última quinta-feira (18), o governo deu subsídios para que as empresas ingressem com as ações.



"Quando o Congresso aprovou a MP do tabelamento do frete, deixou claro que seria necessário um amplo estudo técnico e com a sociedade para definir os preços mínimos do transporte. O governo fez isso, contratou a Esalq que realizou diversas audiências públicas e fez uma nova tabela com rigor científico. Ao abandonar essa tabela por pressão política, o governo dá subsídios para questionamentos judiciais", disse Favacho.

Novos problemas

Segundo o jurista, o governo cria novos problemas ao não enfrentar o real problema do frete: os preços baixos ocorrem em um determinado período do ano, enquanto que em épocas aquecidas o valor do frete é muito maior, seguindo a lei de mercado. Ele lembra ainda que, legalmente, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) não pode usar a tabela de fretes antiga, revogada pela nova, que foi suspensa, sob risco de ilegalidade.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM