Jornal do Commercio
Notícia
DESESTATIZAÇÃO

Bolsonaro confirma que privatizações começam pelos Correios

O presidente afirmou ainda que as privatizações fazem parte do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI)

Publicado em 21/08/2019, às 12h03

Segundo o presidente, o processo de privatização deve ser
Segundo o presidente, o processo de privatização deve ser "bastante longo" por depender do aval do Congresso
Foto: Isac Nóbrega/PR
JC Online
Com informações do jornal Estado de S. Paulo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quarta-feira (21) que as privatizações anunciadas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, começarão pelos Correios e fazem parte do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). Para Bolsonaro, o processo de privatização deve ser "bastante longo" por depender do aval do Parlamento.

"A lista do Programa de Parcerias de Investimentos para o processo de privatização começa pelos Correios, o resto não lembro de cabeça", disse o mandatário ao sair do Palácio da Alvorada, nesta quarta.

Ao ser questionado por jornalistas se considera que a privatização poderia ocorrer este ano, o presidente Jair Bolsonaro respondeu que "a privatização dos Correios passa pelo Congresso". "É um processo bastante longo", acrescentou.

O governo afirma que a corrupção, as interferências políticas na gestão da empresa, a ineficiência, as greves constantes e a perda de mercado para empresas privadas na entrega de mercadorias vendidas pela internet, o e-commerce são justificativas para a privatização dos Correios.



No início de agosto, o presidente Jair Bolsonaro disse que a privatização dos Correios estava "no radar”. “Vocês sabem o que foi feito com os Correios. O mensalão começou com eles. Sempre foi um local de aparelhamento político e que foi saqueado, como no fundo de pensão. Os funcionários perderam muito, tiveram que aumentar a contribuição para honrar”, disse o presidente.

17 EMPRESAS

Nessa terça-feira (20), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que 17 empresas públicas que devem ser privatizadas até o final de 2019.

"As coisas estão acontecendo devagarzinho, vai uma BR Distribuidora aqui, daqui a pouco vem uma Eletrobras, uma Telebras, daqui a pouco vem também os Correios, está tudo na lista. Amanhã (quarta-feira, 21) devem ser anunciadas umas 17 empresas só para completar o ano. Ano que vem tem mais”, afirmou Guedes em um evento em São Paulo.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM