Jornal do Commercio
reajuste

Conta de água vai subir acima dos 7% em Pernambuco

Valor foi calculado em cima de vários índices. Trata-se de um reajuste de recuperação tarifária, que é feita de 4 em 4 anos

Publicado em 18/02/2013, às 10h55

Do JC Online
Com informações do repórter Giovanni Sandes

O consumidor pernambucano deve preparar o bolso para o reajuste da conta de água. A Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) homologou um reajuste de 7,98%. O valor foi publicado no Diário Oficial do Estado. Entretanto, o aumento não deve chegar a 7,98%. Mas uma primeira estimativa feita pela reportagem -e que ainda será refinada no decorrer do dia - aponta que o índice deve ficar acima dos 7%. O número real ainda não foi definido. O reajuste começa a valer a partir do dia 20 de março.

"Ao calcular esse reajuste, levamos em consideração os gastos da Compesa (80,79%), os aumentos com energia (19,21%), o IPCA no período entre novembro de 2011 e janeiro de 2013, que foi de 7,84%, e o IGMP do mesmo período, que foi de 8,59%", informou Hélio Lopes Carvalho, diretor de Regulação Econômico-Financeira da Arpe. Ele explica que a revisão tarifária é feita de 4 em 4 anos, diferentemente do reajuste anual. Nos anos em que há revisão tarifária, não há o aumento anual.



Esse número de 7,98% terá redução motivada pela queda de 18% anunciada pela presidente Dilma Roussef na conta de energia elétrica.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM