Jornal do Commercio
Notícia
APLICATIVO

Centro de polêmica da Lava Jato, Telegram é alvo de ataque nesta quarta

A instabilidade afetou usuários do aplicativo nas Américas e especialmente no Brasil

Publicado em 12/06/2019, às 11h13

"Estamos enfrentando um poderoso ataque DDoS", publicou o perfil ofical do app no Twitter
Foto: Reprodução
JC Online

O Telegram foi alvo de um ataque na manhã desta quarta-feira (12), o que afetou usuários do aplicativo nas Américas e especialmente no Brasil, segundo o DownDetector, site especializado em informar o status de outras páginas e aplicativos. O mensageiro eletrônico está no centro de uma grande polêmica, devido a um vazamento de mensagens trocadas pelo aplicativo entre o ex-juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública, e o procurador Deltan Dallagnol.

“No momento, estamos enfrentando um poderoso ataque DDoS e usuários do Telegram nas Américas e alguns usuários de outros países podem enfrentar problemas de conexão”, explicou a empresa em sua conta oficial do Twitter na manhã desta quarta.



Robôs

O Telegram lembra que ataques DDoS utilizam robôs compostos por computadores infectados por um vírus. No entanto, esse ataque apenas sobrecarrega os servidores, sem comprometer os dados dos usuários.


Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM