Jornal do Commercio
Mata Sul

Barragem de Serro Azul, em Palmares, será entregue em junho

Obra que irá reduzir o déficit hídrico do Agreste e enchentes na Zona da Mata está atrasada há dois anos

Publicado em 05/02/2016, às 11h08

Retomada da obra está sendo feita em três turnos para ser entregue dentro do novo prazo / Foto: Divulgação/ Governo de Pernambuco
Retomada da obra está sendo feita em três turnos para ser entregue dentro do novo prazo
Foto: Divulgação/ Governo de Pernambuco
Do JC Online

Com dois anos de atraso, a Barragem de Serro Azul no município de Palmares (Mata Sul) teve sua obra retomada e está operando em três turnos de trabalho para ser entregue à população no final de junho. Anunciada pelo ex-governador Eduardo Campos em 2010 para combater as enchentes na região, o reservatório também servirá para reduzir o déficit hídrico do Agreste. Ontem o governador Paulo Câmara visitou as obras, que estão com 85% de execução. 

Orçada em R$ 500 milhões, a Barragem de Serro Azul tem 40% de recursos do governo federal e 60% do Tesouro Estadual. Segundo o governo do Estado, o atraso na obra ocorreu em função da suspensão de repasses da União. Com o problema destravado, a corrida é para acelerar a conclusão antes do início do período de chuvas na Mata Sul. O reservatório tem capacidade para acumular 303 milhões de metros cúbicos de água e vai beneficiar 150 mil pessoas nos municípios de Palmares, Água Preta e Barreiros. 



Além de combater as enchentes, a barragem também vai minimizar os problemas da falta de água no Agreste. O reservatório será interligado, por meio de uma adutora, ao Sistema Prata, reforçando o abastecimento na região. Nesse caso, o número de favorecidos pode chegar a 600 mil habitantes. 

“A barragem está relativamente próxima ao sistema de Prata. São cerca de 30 quilômetros de distância. O sistema abastece Caruaru e outras cidades do entorno. Então, a partir do próximo ano, nós vamos construir uma adutora para garantir essa ligação da Mata com o Agreste. É um esforço que o governo de Pernambuco realiza para vencer um desafio que aflige o povo da região”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Thiago Norões. O Agreste tem baixa capacidade de armazenamento de água e vem sofrendo com uma estiagem que se prolonga desde 2011. No ano passado, a Barragem de Jucazinho (principal da região) atingiu seu volume morto. 


Palavras-chave


Comentários

Por Antônio Batsia de Lima,09/01/2017

Gostaria de saber sobra o andamento desta obra, como por exemplo qual o prazo de entrega desta obra.

Por JOSÉ CARLOS DA SILVA,16/11/2016

Em primeiro lugar agradeço a Deus, e o governador Paulo Câmara pelo o interesse em trazer agua que vai beneficiar Santa Cruz do Capibaribe e os município vizinhos, o povo deve agradecer ao Governador



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM