Jornal do Commercio
E-COMMERCE

E-commerce vai faturar R$ 46,5 mi no Estado na Black Friday, diz Ebit

Segundo a Ebit, o Brasil vai faturar R$ 2,1 bilhão no próximo dia 25. Pernambuco corresponde a 22% do faturamento no Nordeste

Publicado em 20/11/2016, às 07h33

Black Friday deve movimentar R$ 2,1 bilhões este ano  / Foto: USP Imagens
Black Friday deve movimentar R$ 2,1 bilhões este ano
Foto: USP Imagens
Da Editoria de Economia

A Black Friday se tornou uma prévia do Natal para o varejo nacional. No e-commerce, a expectativa é que o desempenho de vendas seja ainda melhor do que no ano passado. Segundo a Ebit, empresa referência em dados sobre o e-commerce brasileiro, o País vai faturar R$ 8,4 bilhões entre a próxima sexta-feira e o dia 24 de dezembro, 14% a mais do que no ano passado. 

Pernambuco vai faturar R$ 46,5 milhões apenas no dia 25, o equivalente a 22% do faturamento da região Nordeste. Em todo o Brasil, o valor é de R$ 2,1 bilhões. 

“A Black Friday, em um único dia, é responsável por 25% do faturamento do e-commerce para o período do Natal. As pessoas estão em busca de melhores descontos. As lojas também têm a vantagem de poder entregar o produto no prazo. O mesmo aconteceu em 2015”, explica o CEO da Ebit, Pedro Guasti. A empresa tem convênio com mais de 21 mil lojas online. 

No primeiro semestre deste ano, 23,1 milhões de consumidores fizeram ao menos uma compra online, de acordo com a 34ª edição do relatório WebShoppers. O valor corresponde a um aumento de 30% no número de clientes ativos online. A procura crescente pelo e-commerce se dá por causa da grande oferta de promoções online.



PRODUTOS

O tíquete médio deverá ser de R$ 458, 9% maior do que no ano passado. Os produtos mais desejados pelos pernambucanos são telefonia e celulares, eletrodomésticos, eletrônicos, informática e casa e decoração. 

No geral, consumidores vão buscar mais celulares e smartphones, livros, TV, perfume, calçados, máquina de lavar roupas, fogão, jogos, vinho e cafeteira.

Uma novidade para esse ano é que há maior adesão de empresas, principalmente da área de serviços. “Podemos dizer que há mais empresas engajadas do que o ano passado. Muitas do setor de serviços estão abraçando a causa,como hotelaria, restaurante e salões de cabeleireiro”, complementa Pedro Guasti. 

Para fazer uma compra proveitosa e segura durante a Black Friday, Guasti recomenda que o consumidor utilize sites de monitoramento, como o Buscapé (http://www.buscape.com.br), para verificar se os descontos compensam, e utilizar o cartão de crédito ou sites intermediadores, como meios preferenciais de pagamento on-line. Outra dica é consultar a reputação das lojas.  





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM