Jornal do Commercio
EDUCAÇÃO

Pesquisa pretende identificar falhas que alteram o aprendizado

Sérá feita uma pesquisa de consciência fonológica em parceria com a Universidade Johns Hopkins

Publicado em 25/06/2017, às 11h57

Empresário Américo Amorim fará uma pesquisa que pode identificar falhas no aprendizado / Foto: Guga Mattos
Empresário Américo Amorim fará uma pesquisa que pode identificar falhas no aprendizado
Foto: Guga Mattos
Angela Fernanda Belfort

O empresário Américo Amorim começa mais uma empreitada: uma pesquisa que vai indicar como está a consciência fonológica em crianças com quatro e cinco anos de idade na Região Metropolitana do Recife. Consciência fonológica é a capacidade de segmentar, de forma consciente, as palavras em unidades menores como sílabas ou fonemas. Mas o que a economia tem a ver com isso? Um dos problemas da baixa produtividade no País é a limitação da capacidade de aprendizado, incluindo de muitos que frequentaram a escola formal. “Existe uma relação cientificamente comprovada entre o ensino da consciência fonológica e o sucesso do estudante no processo de alfabetização”, diz Américo, que também é diretor da empresa Escribo, especializada em livros didáticos digitais.

A pesquisa terá um custo total de R$ 507 mil, incluindo recursos da Universidade Johns Hopkins, – uma das instituições mais renomadas dos Estados Unidos, e que tem somente 36 pesquisadores que receberam o Prêmio Nobel. A iniciativa também recebeu um apoio de R$ 257 mil da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe). O levantamento vai analisar 11 habilidades das crianças na área da consciência fonológica, indicando o que está bem e o que pode ser melhorado.



Os testes que os pequenos vão responder terá um formato de jogo digital, gerando estatísticas que vão compor um perfil de como está a consciência fonológica de cada estudante. O estudo deve ser feito com cerca de 400 alunos de 15 escolas. Os colégios interessados em participar da iniciativa podem entrar em contato com os pesquisadores pelo https://early.jhu.edu/

INÍCIO

As entrevistas com os estudantes devem começar em agosto. As escolas participantes vão receber relatórios com a avaliação de todas as crianças e a média com relação às outras escolas, que não serão identificadas pelo nome.
“É o maior estudo de consciência fonológica do Brasil, envolvendo tecnologia, tratando educação com base em evidência cientifica”, explica Américo, acrescentando que nos Estados Unidos só é introduzido no mundo da escola produtos e métodos que tenham a sua comprovação científica validada por vários estudos.A pesquisa feita localmente será a base para a tese de doutorado que Américo está fazendo na Universidade Johns Hopkins – que colocou dois pesquisadores para ajudar no levantamento dos dados.

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM