Jornal do Commercio
Mercado imobiliário

Veja os 5 bairros que tiveram maior valorização nos preços dos imóveis

Pesquisa da Viva Real mostra que houve valorização em agosto

Publicado em 11/09/2017, às 16h35

Imóveis na Caxangá tiveram valorização de 13,5% em agosto / Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem
Imóveis na Caxangá tiveram valorização de 13,5% em agosto
Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem
Da Editoria de Economia

O bairro da Caxangá foi o que registrou maior valorização no preço do metro quadrado em agosto deste ano no Grande Recife, na comparação com julho. O valor passou de R$ 4.769 para R$ 5.415, apresentando um aumento de 13,5%. O resultado está no DMI-VivaReal (Dados do Mercado Imobiliário), índice que contempla uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel.

O preço nominal médio do m² para venda em Recife (PE) atingiu R$ 6.176 em agosto de 2017, valorização nominal de 1,64% em comparação ao mesmo período de 2016 (R$ 6.077). Em relação a julho deste ano (R$ 6.232), houve desvalorização de 0,89%.



Os bairros que apresentaram maior valorização no m² para venda em agosto de 2017, na comparação com julho foram:

1. Caxangá R$ 4.769 - R$ 5.415 - 13,5%

2. Tejipió - R$ 3.692 - R$ 3.858  - 4,5%

3. Sancho - R$ 3.600 - R$ 3.744 - 4,0%

4. Imbiribeira - R$ 5.311 - R$ 5.429 - 2,2%

5. Pina - R$ 8.658 - R$ 8.844 - 2,1%

A lista dos bairros recifenses com desvalorização do m² para venda em agosto de 2017 é composta por: Apipucos (-7,2%), Encruzilhada (-6,8%), Aflitos (-5,7%), Torreão (-5,1%), Graças (-4,8%), Cordeiro (-4,6%), Parnamirim (-3,9%), Tamarineira (-3,1%), Boa Vista (-2,7%) e Casa Amarela (-1,4%).

BRASIL

O DMI-VivaReal também listou quais das 16 principais cidades brasileiras analisadas estão com o valor do m² para venda acima da média nacional (R$ 4.846/m²). Brasília lidera a lista ao atingir R$ 7.911/m², seguida por Rio de Janeiro (R$ 7.160/m²), São Paulo (R$ 6.882/m²), Recife (R$ 6.176/m²), Vitória (R$ 5.750/m²), Florianópolis (R$ 5.349/m²), Porto Alegre (R$ 5.148/m²), Santos (R$ 5.075/m²) e Salvador (R$ 5.000/m²). As cidades com valores abaixo da média nacional são: Curitiba (R$ 4.841/m²), Campinas (R$ 4.831/m²), Fortaleza (R$ 4.672/m²), Belo Horizonte (R$ 4.600/m²), Goiânia (R$ 4.381/m²), Ribeirão Preto (R$ 3.822/m²) e Natal (R$ 3.709/m²).


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM