Jornal do Commercio
Serviço

Prefeitura do Recife realiza Mutirão de Renegociação de Dívidas

Evento oferece aos inadimplentes a chance de limpar o nome e conseguir bons descontos e parcelamentos

Publicado em 13/04/2018, às 16h59

Qualquer pessoa que contraiu uma dívida com um desses fornecedores, reconhecê-la e quiser negociar, poderá ser beneficiada pelo Mutirão.  / Foto: Pixabay
Qualquer pessoa que contraiu uma dívida com um desses fornecedores, reconhecê-la e quiser negociar, poderá ser beneficiada pelo Mutirão.
Foto: Pixabay
JC Online

A partir desta terça-feira (17), consumidores inadimplentes terão a oportunidade de limpar o nome e conseguir bons descontos nos juros, além de parcelamentos diferenciados, no IV Mutirão de Renegociação de Dívidas. O evento é realizado pela Prefeitura do Recife, por meio do Procon Recife, e acontece até a sexta (20), das 9h às 14h, no Compaz Escritor Ariano Suassuna, situado na avenida General San Martin, s/n, esquina com a Abdias de Carvalho, no Cordeiro.

O mutirão é destinado aos moradores do Recife, principalmente aqueles residentes nos bairros próximos ao Compaz. O atendimento será feito por ordem de chegada, mediante a entrega de 510 senhas por dia no total. As grandes companhias de telefonia móvel e fixa - Claro, Oi, Tim e Vivo – estarão presentes, junto com as concessionárias de energia (Celpe) e abastecimento de água (Compesa), além de diversos bancos públicos e privados e a Prefeitura do Recife, para negociação de IPTU e ISS.

Como funciona

Qualquer pessoa que contraiu uma dívida com um desses fornecedores, reconhecê-la e quiser negociar, poderá ser beneficiada pelo Mutirão. A depender do fornecedor, será possível realizar o acordo de negociação de débito na hora. Em outros casos, a empresa terá um prazo para responder ao Procon Recife e ao consumidor, informando a melhor proposta de negociação. Serão avaliados os casos de pessoas com o nome negativado por não pagarem em dia faturas do cartão de crédito, o saldo do cheque especial, contas de água, de energia, de telefone, prestações de empréstimos e financiamentos.



É importante destacar que, para ser atendido no mutirão, é necessário que o consumidor saiba a quem está devendo. Se o débito for com uma das empresas participantes, ele deverá se dirigir ao local munido de seus documentos pessoais (RG e CPF), comprovante de residência e qualquer documentação que comprove o débito (como faturas ou cartas de cobrança). O próprio devedor deverá comparecer pessoalmente. Também é possível enviar um procurador com procuração registrada em cartório.

Atendimento

Para maiores informações é possível contatar o Procon Recife nos telefones 0800 28 11 311 e 3355-3290, além do e-mail procon@recife.pe.gov.br. O órgão fica na rua Carlos Porto Carreiro, 156, Boa Vista, e atende das 8h às 13h. Há também os postos avançados de atendimento no Compaz Governador Eduardo Campos e no Compaz Escritor Ariano Suassuna.

Serviço

O quê: IV Mutirão de Renegociação de Dívidas do Procon Recife

Quando: Da terça-feira (17) à sexta (20), das 9h às 14h

Onde: Compaz Escritor Ariano Suassuna, situado na avenida General San Martin, s/n, esquina com a Abdias de Carvalho, no Cordeiro


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM