Jornal do Commercio
CASA PRÓPRIA

Governo autoriza construção de dois residenciais do MCMV em São Lourenço

Construção dos Residenciais São Lourenço 2 e 3 devem ser iniciadas no 2º semestre deste ano

Publicado em 16/05/2018, às 19h15

Os empreendimentos serão construídos pela empresa baiana Sertenge, que já constrói em São Lourenço o residencial 1 do projeto / Foto: Divulgação
Os empreendimentos serão construídos pela empresa baiana Sertenge, que já constrói em São Lourenço o residencial 1 do projeto
Foto: Divulgação
Da Editoria de Economia

O município de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, deve receber até o 2º semestre de 2018 a construção dos Residenciais São Lourenço 2 e 3, dentro do programa Minha Casa Minha Vida - Faixa I. De acordo com a prefeitura do município, os imóveis têm capacidade para 600 apartamentos, e as construções devem gerar 400 empregos diretos e indiretos. Um investimento de R$ 48 milhões.

Os residenciais foram as únicas propostas selecionadas pelo Ministério das Cidades para aquisição de imóveis com recursos advindos da integralização de cotas no Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), no Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU), em Pernambuco, segundo lista publicada na terça-feira no Diário Oficial da União.



Faixa-I

Os empreendimentos serão construídos pela empresa baiana Sertenge, que já constrói em São Lourenço o residencial 1 do projeto, com 300 apartamentos e investimento de R$ 24 milhões. De acordo com a Caixa, os residenciais atenderão famílias com renda de até R$ 1,8 mil. O contrato de financiamento tem prazo de dez anos, com parcelas que variam entre R$ 80 à R$ 270. As obras têm prazo de execução de 15 meses e devem ser iniciadas após um período de 60 dias, necessário para contratação após a publicação da portaria.

“A área onde serão construídos os empreendimentos, conhecida como Nova Tiúma, vem dando nova destinação a antigas áreas de plantio de cana-de-açúcar, que hoje não são mais utilizadas, além de estar se configurando como um novo eixo de desenvolvimento imobiliário da cidade”, destaca o secretário municipal de Planejamento, Roberto Santos.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM