Jornal do Commercio
GREVE DOS CAMINHONEIROS

Justiça determina desocupação imediata de ponto de bloqueio em Suape

Além da Avenida Portuária, manifestantes também devem desobstruir a BR-101, nas proximidades da Coca-Cola, imediatamente

Publicado em 29/05/2018, às 19h56

A paralisação dos caminhoneiros completou nove dias nesta terça-feira (29) / Foto: Diego Nigro/JC Imagem
A paralisação dos caminhoneiros completou nove dias nesta terça-feira (29)
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
JC Online
Atualizada às 22h15

A Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) notificaram manifestantes, no fim da tarde desta terça-feira (29), sobre a desocupação imediata dos pontos de bloqueio montados na BR-101, nas proximidades da Coca-Cola, em Jaboatão dos Guararapes, e na Avenida Portuária, em Ipojuca. De acordo com a justiça, os protestos estão limitando o fluxo de combustíveis de Suape para as demais regiões do Estado.

Os oficiais de justiça já estiveram nos locais e notificaram os manifestantes. Em Suape, um caminhoneiro não identificado informou à TV Jornal que a categoria não estava impedindo a passagem na Avenida Portuária. "Nunca esteve obstruída, estão passando aqui normalmente", disse.

Determinações

As determinações da justiça dizem respeito a decisões proferidas na semana passada e incluem apreensão de veículos, expedição de multas, prisões por descumprimento de decisão judicial e indiciamento em inquérito da Polícia Federal. 

Caminhões escoltados

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), desde a 0h até as 18h desta terça-feira (29), uma operação que contou com a participação de 400 agentes de segurança do Estado e do Exército, com apoio de 85 viaturas, transportou 120 caminhões-tanque do Porto de Suape para a Região Metropolitana do Recife e o Interior de Pernambuco. Da última quarta-feira (24) para hoje, um total de 237 caminhões-tanque foram escoltados do complexo portuário até os pontos de distribuição.



Com isso, além da garantia dos serviços essenciais, foi ampliada a rede de abastecimento para a população e assegurado o funcionamento do Aeroporto Internacional dos Guararapes. 

Pontos de bloqueio desmobilizados

Os pontos de bloqueio desmobilizados nesta terça-feira estavam localizados na BR-104, na altura da rodoviária, e no cruzamento da BR-104 com a BR-232, ambos em Caruaru. “Isso possibilitou que levássemos ao Agreste e também ao Sertão combustível para viaturas, transporte público, abastecimento de água, limpeza urbana e população, além de medicamentos para hospitais e insumos para indústrias.Transportamos também gás a granel para setores estratégicos da cadeia produtiva e querosene de aviação para a Infraero. Estamos com melhoria no abastecimento em postos de combustíveis para a população em geral. Registramos que há a presença de agitadores e infiltrados nesses locais, com o objetivo criminoso de dificultar o restabelecimento do fluxo. Verificamos que, em alguns casos, caminhoneiros estão sendo ameaçados quando decidem retirar os veículos das vias”, explica o secretário de Defesa Social do Estado, Antônio de Pádua.

Segundo o secretário, está mantida a estratégia de negociar e encontrar solução pacífica, e somente será utilizada a força policial caso seja necessário. 





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM