Jornal do Commercio
INVESTIMENTO

Mondelez amplia fábrica em Vitória de Santo Antão

A variedade de biscoitos produzidos na planta de Vitória de Santo Antão passou de 25 para 57 este ano

Publicado em 09/10/2018, às 08h04

Mondelez quer consolidar liderança em snacks / Foto:
Mondelez quer consolidar liderança em snacks
Foto:
Da Editoria de Economia

A Mondelez está ampliando em cerca de 11 mil mil metros metros quadrados a fábrica em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata do Estado. Ao fim, a unidade vai atingir quase 60 mil metros quadrados. A expansão começou este ano e faz parte de uma nova estratégia da empresa para ganhar mais competitividade. O valor do investimento não foi revelado.

A unidade incorporou parte da produção de uma fábrica pequena que a Mondelez tinha no interior de São Paulo. Hoje, a empresa possui duas plantas nos Estados de Pernambuco e do Paraná.

A variedade de biscoitos produzidos na planta de Vitória de Santo Antão passou de 25 para 57 este ano. Antes da expansão, Oreo, Trakinas e algumas linhas de Club Social já eram produzidas na unidade. Agora, a fábrica produz todo o portfólio de Club Social, além de Belvita.

"Pernambuco é muito importante para a Mondelez, a gente tem em Vitória a segunda maior fábrica da América Latina. Então, a gente concentrou toda a produção de biscoito do Brasil na planta. É uma fábrica nova, moderna, com 1,5 mil funcionários", explica a diretora de Assuntos Corporativos e Governamentais da Mondelez, Grazielle Parenti.



SNACKS

A Mondelez, agora, quer consolidar a liderança em snacks e se aproximar mais do consumidor, aumentando a presença em atacarejos, farmácias e e-commerce. "A gente tem um propósito novo chamado 'Snacking Made Right', a gente escolheu estrategicamente ser o líder de snack no mundo. Snack é aquilo que você leva na bolsa, come entre uma refeição e outra, algo nesse sentido. Para isso, a gente quer entender o que as pessoas querem comer, o momento que o consumidor quer e da maneira certa, com sustentabilidade na cadeia", explica Parenti.

O mercado de snacks representa U$ 30 bilhões no País. Uma iniciativa para fortalecer a presença no mercado é o projeto piloto chamado Loja Mondelez, na internet, disponível para pequenos lojistas no Sul do Brasil.

Outra estratégia é apostar em novos segmentos, como sorvetes e chocobakery (biscoito mais chocolate), para alavancar as marcas. "Estamos criando cookies com sabor de chocolate nossos, como cookie com chocolate de Shot, Laka", explica Graziela. 

Hoje, os produtos da empresa estão presentes em mais de 700 mil pontos de venda. O Brasil representa 46% da receita da América Latina. Com isso, a expectativa da Mondelez é de crescer 3% em receita orgânica globalmente.


Palavras-chave


Comentários

Por ARTHUR BRESSAN JUNIOR,14/11/2018

Bom dia, sou transportador em SP com atuação de cargas fracionadas e lotações. com que devo me apresentar para essas operações logísticas. Nome e telefone por gentileza; Obrigado



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM