Jornal do Commercio
Consumidor

Procon de Pernambuco apreende 50 brinquedos irregulares em ação

A fiscalização passou por oito lojas do Grande Recife e autuou um estabelecimento

Publicado em 09/10/2018, às 18h50

Procon fiscalizou oito lojas / Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Procon fiscalizou oito lojas
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Bruno Vinícius
Editoria de Economia

O Procon de Pernambuco fiscalizou, entre estas segunda (8) e terça-feiras (9), oito lojas de brinquedos e artigos infantis da Região Metropolitana do Recife (RMR). Com a aproximação do Dia das Crianças e o crescimento no volume de vendas desses produtos, a intenção da ação foi identificar possíveis violações e falta de informações de segurança de brinquedos. A ação resultou na apreensão de cinquenta brinquedos.

Os agentes e fiscais do órgão começaram a fiscalização na tarde desta segunda, 8, com a vistoria de cinco lojas do setor, entre comércio e shoppings centers da RMR. Nesta terça, a ação começou pela manhã, na qual houve a vistoria de outros três estabelecimentos. Dos oito verificados, apenas um tinha irregularidades em cinquenta brinquedos que estavam à venda.

De acordo com o gerente do Procon-PE, Roberto Campos, os produtos estavam fora dos padrões de segurança, sem o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “O principal objetivo é garantir a segurança das crianças. Foram apreendidos brinquedos, como bolas, pula-pula, skate e outros que prejudicavam a segurança dos menores”, explicou.
Independentemente de onde estiver sendo vendido, ele enfatiza que o brinquedo precisa estar adequado às regras. “É preciso que conste informação de idade, o selo do Inmetro. Se for importado, as informações precisam estar em língua portuguesa”, frisou Roberto Campos.



Já a fiscalização nos pontos informais é mais difícil, já que não tem como localizar precisamente de onde vem os produtos. Apesar disto, o órgão recomenda que os consumidores estejam atentos a informações que contém nos produtos vendidos.

Dia das Crianças

O Dia das Crianças, nesta sexta-feira (12), deve registrar vendas em ritmo lento. É o que aponta a empresa de crédito Boa Vista SPC. Acompanhado de eleições e desemprego, a data deve ter um crescimento de apenas 2,5%, ante os 2,7% registrados no ano passado.

No Recife, o ritmo não deve ser diferente. Segundo a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o comércio deve ter um acréscimo de 2% nas vendas no período. De acordo com especialistas, o crescimento do ano passado foi fortalecido pela liberação do FGTS no período. Já para esta data, o baixo crescimento se deve à diminuição do consumo pelas famílias.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM