Jornal do Commercio
NEGÓCIOS

Pernambuco ganha estudo sobre potencial econômico do mar

Levantamento realizado há mais de dez anos pela PWC em Portugal começa a ser feito no estado

Publicado em 07/12/2018, às 06h46

“Nossa intenção é mostrar que existe mais valor no mar quando se olha o conjunto das atividades
“Nossa intenção é mostrar que existe mais valor no mar quando se olha o conjunto das atividades", afirma o sócio da consultoria na cidade do Porto (Portugal), Miguel Marques.
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
LUIZA FREITAS

Pernambuco irá receber no primeiro trimestre de 2019 um importante estudo para ajudar a desenvolver os mais variados setores da economia que estão relacionados ao mar. Realizada pela consultoria PWC há mais de dez anos em Portugal, a pesquisa é pública, servindo de base para orientar ações de governo e empresas privadas sobre os desafios e potenciais negócios, que vão do turismo à extração de petróleo.

No Brasil, a primeira compilação de dados foi realizada no Ceará, que no ano passado ganhou a sua edição do “Leme”, como são chamadas as publicações da PWC a respeito do tema. “Nossa intenção é mostrar que existe mais valor no mar quando se olha o conjunto das atividades. Muitos negócios não vão adiante porque não olham o oceano como uma coisa maior, mais complexa e cheia de peculiaridades”, explica o sócio da consultoria na cidade do Porto (Portugal), Miguel Marques.

Em visita pela primeira vez a Pernambuco para tratar do tema, Marques se reúne hoje com representantes da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, incluindo o arquipélago de Fernando de Noronha.



SETORES

Na publicação que trata do Ceará, foram analisados quatro grandes temas: portos, energia, pesca e turismo e lazer. Cada área é subdividida de acordo com suas variáveis, que podem estar em crescimento ou queda. A ideia do estudo é também, a partir de uma base comparativa ao longo do tempo, explicar o motivo da aceleração de cada setor.

Em Pernambuco, as áreas analisadas serão montadas de acordo com o que já é produzido no Estado – extração de petróleo, por exemplo, não será contemplada. “O nosso estudo será base para um diagnóstico do que está acontecendo nos negócios que usam o mar e chamar atenção sobre seus resultados”, afirma o sócio da PWC no Recife, Vinícius Rêgo. A previsão é que o estudo seja concluído em dois meses a partir do início da coleta dos dados.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM