Jornal do Commercio
Preços

Recife tem um dos menores índices de inflação no Brasil em 2018

Capital pernambucana registrou uma variação de 2,84%

Publicado em 11/01/2019, às 16h41

Educação e saúde foram os itens que mais variaram no Recife / Diego Nigro/JC Imagem
Educação e saúde foram os itens que mais variaram no Recife
Diego Nigro/JC Imagem
JC Online

Recife foi uma das cidades com menor índice de inflação no País em 2018. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a capital pernambucana registrou uma variação de preços de 2,84% em 2018, ficando inclusive abaixo do número nacional, que foi de 3,75%. Entre as cidades pesquisadas pelo IBGE, apenas Aracaju (2,64%) e São Luís (2,65%) ficaram abaixo de Recife. O IBGE, contudo, destaca que essas duas cidades, junto com Rio Branco, consideram a inflação acumulada no ano a partir de maio de 2018.

O número nacional ficou dentro da meta estipulada pelo governo para a inflação, que era de 4,5%. Em 2017, a inflação no Brasil foi de 2,95%.



A cidade que registrou a maior alta foi Porto Alegre, com 4,62%. A segunda foi o Rio de Janeiro, que registrou 4,30.

EDUCAÇÃO E SAÚDE COM ALTA VARIAÇÃO

Entre os setores pesquisados pelo IBGE, o que registrou maior variação no Recife foi de educação, com 6,06%. Já os gastos com saúde e cuidados pessoais registraram variação de 4,81%. Já o setor que mais pesa no bolso do recifense, o de alimentação e bebidas, registrou variação de 3,17% em 2018 na capital pernambucana. O peso desse item, é cerca de um quarto do todo.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM