Jornal do Commercio
Preços

Recife tem um dos menores índices de inflação no Brasil em 2018

Capital pernambucana registrou uma variação de 2,84%

Publicado em 11/01/2019, às 16h41

Educação e saúde foram os itens que mais variaram no Recife / Diego Nigro/JC Imagem
Educação e saúde foram os itens que mais variaram no Recife
Diego Nigro/JC Imagem
JC Online

Recife foi uma das cidades com menor índice de inflação no País em 2018. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a capital pernambucana registrou uma variação de preços de 2,84% em 2018, ficando inclusive abaixo do número nacional, que foi de 3,75%. Entre as cidades pesquisadas pelo IBGE, apenas Aracaju (2,64%) e São Luís (2,65%) ficaram abaixo de Recife. O IBGE, contudo, destaca que essas duas cidades, junto com Rio Branco, consideram a inflação acumulada no ano a partir de maio de 2018.

O número nacional ficou dentro da meta estipulada pelo governo para a inflação, que era de 4,5%. Em 2017, a inflação no Brasil foi de 2,95%.



A cidade que registrou a maior alta foi Porto Alegre, com 4,62%. A segunda foi o Rio de Janeiro, que registrou 4,30.

EDUCAÇÃO E SAÚDE COM ALTA VARIAÇÃO

Entre os setores pesquisados pelo IBGE, o que registrou maior variação no Recife foi de educação, com 6,06%. Já os gastos com saúde e cuidados pessoais registraram variação de 4,81%. Já o setor que mais pesa no bolso do recifense, o de alimentação e bebidas, registrou variação de 3,17% em 2018 na capital pernambucana. O peso desse item, é cerca de um quarto do todo.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM