Jornal do Commercio
INVESTIMENTO

Azul linhas áreas vai abrir nova base no Recife e gerar 300 empregos

Presidente da empresa vem a capital pernambucana para anunciar o novo investimento

Publicado em 08/02/2019, às 08h00

A base regional começa a funcionar em junho deste ano no Aeroporto dos Guararapes / Arquivo/JC Imagem
A base regional começa a funcionar em junho deste ano no Aeroporto dos Guararapes
Arquivo/JC Imagem
Editoria de Economia

A companhia aérea Azul vai instalar no Recife uma base para tripulantes de voo, que funcionará no Aeroporto Internacional dos Guararapes. A base, uma espécie de escritório regional da empresa, entre outras funções, dará suporte aos funcionários que fixarem residência na capital pernambucana, sobretudo pilotos e comissários que trabalham nas rotas integrantes do hub da Azul (centro de conexões de voos) que existe no Recife desde 2016.

O presidente do comitê executivo da Azul Linhas Aéreas, José Mário Caprioli, vai comunicar o investimento da empresa no Estado ao governador Paulo Câmara, na manhã de hoje (8), a partir das 9h, no Palácio do Campo das Princesas. Com a abertura do crew desk, como é chamado esse tipo de local para uso dos tripulantes baseados na cidade, a Azul espera gerar cerca de 300 novos empregos diretos dentro dos próximos 12 meses, sendo 110 pilotos e 190 comissários, além do pessoal administrativo. A nova instalação da Azul deve entrar em funcionamento em junho deste ano.



EMPREGOS

A Azul informou ainda que a abertura da base de tripulantes de voo no Recife faz parte do modelo de negócios da empresa e consolida o Recife como o principal centro de conexões da companhia no Nordeste. Antes da instalação do hub da Azul em Pernambuco, a empresa realizava 24 decolagens no Estado. Agora são 55 decolagens, com abertura de 20 novos mercados, incluindo quatro destinos internacionais.

A Azul é a maior companhia aérea do Brasil em número de decolagens e cidades atendidas. Em 2019, a companhia fará um robusto programa de renovação de frota com previsão de adicionar 21 aeronaves de última geração. Para John Rodgerson, CEO da Azul, essa substituição de aeronaves tem o objetivo de expandir as margens da empresa. "A Azul encerrou 2018 com uma frota de 20 aeronaves A320neo, que contribuem para uma receita significativamente maior. O custo por assento do A320neo é 29% menor do que o de nossa geração atual de aeronaves. Também estamos entusiasmados com a chegada da próxima geração de aeronaves Embraer E2, que fornecem uma redução de 26% no custo por assento comparado às aeronaves atuais”.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM