Jornal do Commercio
Patrocinada JC 360

Tecnologia para aproximar e cuidar das pessoas

Hapvida é a operadora de saúde mais lembrada no JC Recall de Marcas

Publicado em 21/08/2019, às 09h27

Em 40 anos de atuação
ininterrupta, o Hapvida
Sistema de Saúde tem
figurado de forma
pioneira no lançamento
de novidades. / Divulgação
Em 40 anos de atuação ininterrupta, o Hapvida Sistema de Saúde tem figurado de forma pioneira no lançamento de novidades.
Divulgação
JC Online

A ampliação da rede de atendimento e da carteira de clientes não é a única preocupação cotidiana do Hapvida, operadora de saúde mais lembrada no JC Recall de Marcas – com um percentual de menções ainda maior na edição atual que o registrado em 2018. A empresa tem incrementado os investimentos em inovação para otimizar continuamente desde a área de gestão até a qualidade da assistência prestada aos seus mais de quatro milhões de usuários por todo o Nordeste, no Norte e em Santa Catarina.

Segundo a diretora de Comunicação e Marketing da operadora, Simone Varella, o crescimento de qualquer empresa ou ramo de atuação do país deve passar por uma reinvenção na inovação. “Vemos uma transformação nas formas de relacionamento com o consumidor em todos os setores e também na saúde. A tecnologia está expandindo, ajudando tanto a tratar as situações com mais agilidade e assertividade quanto no desenvolvimento de novas drogas, pesquisas e equipamentos como na humanização e aproximação com o público interno e externo. Ela é um instrumento não para distanciar, mas para aproximar, unir as pessoas”, ressaltou.

Em 40 anos de atuação ininterrupta, o Hapvida Sistema de Saúde tem figurado de forma pioneira no lançamento de novidades, como a introdução do reconhecimento biométrico para a identificação de clientes e a implementação do PEP - Prontuário Eletrônico do Paciente. “A partir do PEP, os profissionais de saúde da nossa rede própria têm acesso imediato a todo o histórico médico do paciente. Isso ajuda muito na avaliação clínica e no diagnóstico”, ressaltou a gestora.



Em breve, os atendimentos da rede poderão ser classificados por meio de estrelas, como ocorre nos aplicativos de carona compartilhada e afins. “Com isso, teremos ideia, por meio da opinião e avaliação do cliente, de como está o funcionamento das nossas operações”, enfatizou a gestora.

Simone destacou ainda que investimentos em tecnologia são fundamentais para quem trabalha na área de assistência à saúde. “Atualmente, conseguimos trabalhar com bases estatísticas que nos permitem ter previsibilidade quanto ao volume e mesmo alguns tipos de atendimentos, o que nos ajuda a diagnosticar e, melhor, cuidar antecipadamente. Entendemos cada vez mais que as operadoras de saúde não têm que abraçar apenas a medicina tratativa, elas devem atuar com prevenção e promover saúde para fazer com que a população tenha uma vida cada vez mais plena”, enfatiza a executiva.



Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM