Jornal do Commercio
Notícia
AGRESTE

Câmara Têxtil é formada em Caruaru para estimular crescimento do Polo

Medida tem como objetivo abrir canal de diálogo com a iniciativa privada e dar celeridade a projetos estratégicos para estimular o crescimento do Polo Têxtil e de Confecções do Agreste

Publicado em 03/12/2019, às 11h24

O próximo encontro entre entes públicos e privados tem data e local marcados para fevereiro de 2020, na cidade de Toritama / Foto: Edmar Melo/ Acervo JC Imagem
O próximo encontro entre entes públicos e privados tem data e local marcados para fevereiro de 2020, na cidade de Toritama
Foto: Edmar Melo/ Acervo JC Imagem
JC Online

Foi instituída em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, nesta terça-feira (3), a quinta câmara setorial integrada pelo poder público estadual, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado de Pernambuco e da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). 

A reunião que selou o início das atividades da Câmara Setorial Têxtil e de Confecções ocorreu na filial da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe), com a presença do secretário estadual Bruno Schwambach; do presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, e da secretária executiva de Políticas de Desenvolvimento Econômico do Estado, Maíra Fischer.

Segundo o Governo de Pernambuco, o objetivo da câmara é abrir um canal de diálogo com a iniciativa privada, a fim de dar celeridade a projetos estratégicos e medidas para estimular o crescimento do Polo Têxtil e de Confecções do Agreste.

“Esse é um dos instrumentos que o Estado de Pernambuco tem utilizado para estruturar o diálogo com o setor produtivo. Estamos nos encontrando com entidades e com quem empreende para que, de forma aberta e transparente, a gente possa discutir sobre o futuro de cada setor, quais são os mercados que a gente pode abrir, que oportunidades a gente tem e de que forma podemos transformar os gargalos em desafios, de forma a vencê-los e gerar mais emprego e renda”, enfatiza o secretário Bruno Schwambach.



Responsáveis por uma produção superior a 225 milhões de peças por ano em confeccionados, estavam presentes, além da própria Fiepe, entidades como ACIC (Associação Comercial e Empresarial de Caruaru), ACIT (Associação Comercial e Industrial de Toritama), Ascap (Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe), Sindivest (Sindicato das Indústrias do Vestuário), Sinditêxtil (Sindicato da Indústria da Fiação e Tecelagem), Moda Center Santa Cruz, Polo Caruaru e Sebrae-PE.

Assim como as demais câmaras setoriais já instituídas (Bacia Leiteira, Turismo, Logística e Audiovisual), os encontros entre entes públicos e privados ocorrerão a cada dois meses. O próximo já tem data e local marcados: será em fevereiro de 2020, na cidade de Toritama. 

“Juntos, público e privado, planejaremos o futuro do segmento, executando ações que vão aumentar a competitividade do setor, que já é um dos maiores geradores de renda do estado e é de grande importância para o Agreste”, complementa a vice-presidente eleita da Câmara, Maíra Fischer.

PACOTE DE MEDIDAS

Três meses antes de a câmara setorial ser oficialmente instaurada, em setembro, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico já havia anunciado um pacote de medidas em prol do crescimento da cadeia. As ações foram divididas em três frentes integradas: a primeira, tratava da instalação da Câmara Setorial Têxtil e de Confecções, para discutir a conjuntura e as soluções do segmento; a segunda versava sobre a interiorização das ações do Marco Pernambucano da Moda, que a partir de agora adquire protagonismo regional, com a mudança da sede para Caruaru; e o terceiro eixo tratava da criação do Comitê Deliberativo do Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Têxtil (Funtec).




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM