Jornal do Commercio
Notícia
dicas

Veja as orientações do Procon Recife sobre as compras para a ceia de Natal

É bom planejar logo o cardápio para evitar compras por impulso e desnecessárias

Publicado em 16/12/2019, às 21h34

O Procon Recife também pesquisou o preço dos produtos mais procurados para o jantar natalino / Foto:PublicDomainPictures/ Pixabay
O Procon Recife também pesquisou o preço dos produtos mais procurados para o jantar natalino
Foto:PublicDomainPictures/ Pixabay
JC Online

O Procon Recife divulgou, nesta segunda-feira (16), orientações aos consumidores sobre as compras para a ceia de Natal. No dia 9 de dezembro, pesquisa anual do Procon-PE havia mostrado que, dos 34 produtos mais procurados para o jantar natalino, 30 subiram de preço em relação a 2018

A presidente do Procon Recife, Ana Paula Jardim recomenda o planejamento do cardápio para evitar compras por impulso e desnecessárias. “Na hora da compra é importante ler as embalagens e rótulos dos produtos, observando características, condições de conservação e informações nutricionais, além da data de validade”, diz.

As ofertas divulgadas pelos estabelecimentos comerciais devem ser cumpridas, por isso é importante guardar os folhetos e anúncios publicitários que comprovam as promoções. O Procon Recife também orienta que o consumidor faça uma comparação entre os preços praticados por diferentes estabelecimentos e também considere a relação qualidade, peso e preço do item a ser adquirido.



Pesquisa de preços de produtos da ceia de Natal

A equipe de fiscalização do Procon Recife realizou, nos dias 5, 6, 9 e 10 de dezembro, uma pesquisa de produtos que são mais utilizados na festa de Natal. Foram comparados os preços para as mesmas marcas de azeites, carnes congeladas, ameixas, perus, conservas e farofas prontas, entre outros.

No levantamento, a maior diferença entre o maior e menor preço constatada foi no queijo do reino Piracanjuba (Kg): uma diferença de R$ 48,00, representando 114,00% para mais. O maior preço foi de R$ 89,90 e o menor R$ 41,90. Dentre os itens mais consumidos na época de Natal, o peru congelado, a maior diferença encontrada foi no peru Assa Fácil da Sadia. A diferença de R$ 7,62 constatada foi de 39,00%, sendo o maior preço de R$ 27,80 o quilo e o menor R$ 19,98 o quilo.

 Veja a lista de preços coletados pelo Procon Recife

Caso o consumidor encontre alguma irregularidade, deve denunciar ao Procon Recife por meio das redes sociais (Instagram e Facebook), pelo email procon@recife.pe.gov.br e por meio do telefone 0800 281 1311. O órgão também atende presencialmente em sua sede, na Rua Carlos Porto Carreiro, 156, Derby, no horário das 8h às 13h. Há também um posto avançado de Atendimento no Compaz Governador Eduardo Campos, localizado na avenida Aníbal Benévolo, s/n, Alto Santa Terezinha e outro no Compaz Ariano Suassuana, Cordeiro. O telefone de contato do Procon Recife é o  3355-3290.

 

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM