Jornal do Commercio
Notícia
ANO LETIVO

Procon alerta para itens abusivos na relação de material escolar. Veja lista

Orientação é checar a lista de materiais solicitados pela escola antes de ir às compras

Publicado em 02/01/2020, às 13h36

Ao verificar a presença de pedidos inadequados nas relações de material, os responsáveis podem fazer denúncias ao Procon.  / Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem
Ao verificar a presença de pedidos inadequados nas relações de material, os responsáveis podem fazer denúncias ao Procon.
Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem
JC Online
Com informações da repórter Juliana Oliveira da TV Jornal

O mês de janeiro começou e com ele a corrida para comprar o material escolar. Mas antes de adquirir todos os itens que estão nas listas fornecidas pelos colégios, é importante prestar atenção em materiais ou quantidades que são consideradas abusivas. O Procon orienta que Itens de uso administrativo ou de limpeza, por exemplo, não devem ser comprados pelos responsáveis dos alunos. 

Se a escola fizer este tipo de solicitação nas relações de material escolar, é possível fazer uma denúncia anônima ao Procon-Recife por meio do 3355-3290. Segundo o órgão de defesa do consumidor, listas de 58 escolas foram analisadas e 19 foram notificadas por solicitar materiais considerados excessivos ou inadequados. 

“Algumas relações pediam 100, 200 folhas de papel 40 kg. Uma criança não utiliza isso. O papel utilizado na decoração da escola não pode estar no custo do aluno. Materiais como grampo e grampeador, tonner para impressora, papel higiênico, álcool...isso é de uso específico da escola. Se o responsável achar que a criança não vai utilizar aquele item durante o ano na atividade individual ele não deve comprar aquele material”, exemplificou Ana Paula Jardim, presidente do Procon Recife, em entrevista ao TV Jornal Meio Dia 



Ana Paula citou ainda o pedido de papel ofício pelas escolas. A quantidade solicitada por aluno não pode exceder uma resma. “Já existe uma nota técnica, uma legislação que proíbe isso. É só fazer uma denúncia que nós vamos até a escola, analisaremos a relação e pediremos a retirada. Se o pai ou responsável já comprou algum destes itens, pode chegar no Procon e receber este dinheiro de volta”, destacou.  

Local de compra

Escolas que não especificarem nomes e autores dos livros (e demais materiais), obrigando a compra dos mesmos na escola, sem permitir a possibilidade de o aluno adquiri-lo por um valor mais baixo em outros lugares, também podem ser denunciadas. O Procon frisa que não é permitido exigir marca ou local de compra. “A agenda escolar, por exemplo, não pode ser exclusivamente comprada na escola. Pode ser a de qualquer lugar, onde ele compre mais barato”, acrescentou. 

Alguns materiais que não podem ser pedidos na lista de material individual

- Grampo
- Grampeador
- Tonner para impressora
- Papel higiênico
- Álcool 
- Papel 40 kg (em quantidade excessiva)
- Mais de uma resma de papel ofício por aluno 
*Materiais de uso administrativo e de limpeza em geral 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM