Jornal do Commercio
craque da seleção

Após lesão, Neymar confessa que está com medo de voltar a jogar

Neymar fará sua reestreia no dia 3 de junho, no amistoso da seleção brasileira contra a Croácia. Ele disse que ninguém está com mais medo do que ele

Publicado em 16/05/2018, às 11h34

Neymar voltará a trabalhar com bola na próxima semana / AFP
Neymar voltará a trabalhar com bola na próxima semana
AFP
JC Online

Antes da estreia na Copa do Mundo, Neymar vai encarar dois momentos fundamentais: os amistosos dos dias 3 e 10 de junho. O jogador passou os últimos três meses se recuperando de uma cirurgia no pé direito e a ansiedade recai sobre como ele se sentirá novamente em ação. Neymar confessou que está com medo. "Ninguém está com mais medo do que eu", garantiu.

MEDO

O jogador falou sobre seu momento na carreira. "É um dos momentos mais difíceis que já passei. Eu sei que está todo mundo nervoso, mas ninguém está mais ansioso do que eu para voltar. E ninguém está com mais medo do que eu", revelou Neymar, em entrevista ao Jornal Nacional, na terça-feira.



O camisa 10 do PSG sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito e precisou fazer uma cirurgia para se recuperar. Desde o início de março o jogador vem realizando tratamento intensivo para voltar a jogar na Copa do Mundo. A seleção brasileira se concentrará na Granja Comary na próxima segunda-feira. E a estreia no Mundial da Rússia será no dia 17 de junho, contra a Suíça. 


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM