Jornal do Commercio
POLÊMICA NA ABERTURA

Robbie Williams mostra o dedo do meio em cerimônia de abertura da Copa

O cantor mostrou o dedo do meio logo depois de dizer "I did this for free", que em português quer dizer "fiz isso de graça"

Publicado em 14/06/2018, às 14h40

A imagem, imortalizada por muitos internautas, inundou as redes sociais, gerando risos e, por vezes, indignação, em um contexto político tenso entre o Reino Unido e a Rússia, especialmente desde o caso do envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal / Foto: AFP
A imagem, imortalizada por muitos internautas, inundou as redes sociais, gerando risos e, por vezes, indignação, em um contexto político tenso entre o Reino Unido e a Rússia, especialmente desde o caso do envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal
Foto: AFP
AFP

Um gesto polêmico diante de 80.000 pessoas e milhões de telespectadores: o cantor britânico Robbie Williams mostrou o dedo do meio para uma câmera durante seu show na cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2018, no estádio Luzhniki, em Moscou.

Ele era o astro desta curta cerimônia de abertura. O ex-membro do Take That animou o estádio de Moscou na presença do presidente Vladimir Putin e da elite do futebol mundial, pouco antes da partida Rússia-Arábia Saudita.

Camisa preta desabotoada, terno e calças vermelhas, penteado impecável e dançarinas frenéticas: todos os ingredientes para criar o ambiente... quando o cantor de 44 anos surpreendeu a todos mostrando o dedo do meio para uma câmera, em close-up e com uma careta, logo depois de dizer "I did this for free" (fiz isso de graça), mudando as letras de seu hit "Rock DJ".

A imagem, imortalizada por muitos internautas, inundou as redes sociais, gerando risos e, por vezes, indignação, em um contexto político tenso entre o Reino Unido e a Rússia, especialmente desde o caso do envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal. 



Robbie Williams, que se disse encantado com a realização de um "sonho de criança" depois de anunciar que iria se apresentar em Moscou, foi criticado no Reino Unido depois dessa decisão.

Um deputado trabalhista, Stephen Doughty, ficou "surpreso e desapontado" que o artista "concordou em ser pago pela Rússia e pela FIFA".

A primeira-ministra britânica Theresa May anunciou em março que nenhum ministro ou membro da família real britânica iria para a Copa do Mundo depois do envenenamento de Skripal e sua filha, cuja responsabilidade Londres atribui a Moscou.  

 

 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM