Jornal do Commercio
Mercado

Com um ano de Barcelona, Paulinho volta para a China

Volante estava no time eliminado do Mundial da Rússia

Publicado em 09/07/2018, às 18h51

Jogador já passou pelo futebol chinês / AFP
Jogador já passou pelo futebol chinês
AFP
JC Online
Com informações de agências

Não durou nem um ano a passagem de Paulinho pelo Barcelona. Logo após a eliminação da seleção brasileira da Copa do Mundo da Rússia, o volante acertou a volta para a China, em novo acordo milionário. O jogador será emprestado ao Guangzhou Evergrande até junho de 2019 com opção de compra.

Ao contrário da maior parte da delegação do Brasil, que desembarcou no Rio de Janeiro neste domingo, o jogador viajou a Barcelona no sábado (7). O time chinês teria oferecido ao jogador de 29 anos o dobro do que ele costumava receber na primeira passagem pelo Guangzhou, valor que girava entre R$ 2 milhões e R$ 2,5 milhões por mês.



Pessoas ligadas a Paulinho dizem que o "caminhão de dinheiro" oferecido é irrecusável. O estafe do atleta já vinha conduzindo a negociação e aguardava o fim da participação do Brasil na Copa. Horas após o anúncio do Guangzhou Evergrande, o Barcelona oficializou o empréstimo por um ano com opção de compra aos chineses. "O clube expressa publicamente sua gratidão a Paulinho pelo seu compromisso e sua dedicação e lhe deseja sorte e êxitos no futuro", anunciou.

Jogador do Guangzhou Evergrande entre 2015 e 2017, o volante foi vendido ao Barcelona em agosto do ano passado. Pela equipe asiática, o atleta venceu duas edições do Campeonato Chinês, uma Liga dos Campeões da Ásia, uma Copa da China e também uma Supercopa.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM