Jornal do Commercio
CHAPECOENSE

Colômbia contesta conclusão de investigação da Bolívia sobre LaMia

Órgãos colombianos disseram que seus pares da Bolívia não têm autonomia para divulgar e concluir pareceres oficiais e conclusivos sobre o acidente de aviãa

Publicado em 24/12/2016, às 11h10

Acidente do avião da LaMia, em 29 de novembro deixou 71 pessoas mortas / Foto: AFP
Acidente do avião da LaMia, em 29 de novembro deixou 71 pessoas mortas
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

A Aeronáutica Civil da Colômbia contestou os resultados das investigações de órgãos similares da Bolívia sobre o acidente do avião da LaMia, em 29 de novembro, que caiu nas proximidades do aeroporto de Medellín, causando a morte de 71 pessoas, entre elas 19 jogadores da Chapecoense, dirigentes, jornalistas e tripulantes.

Órgãos responsáveis colombianos disseram que seus pares da Bolívia não têm autonomia para divulgar e concluir pareceres oficiais e conclusivos sobre este que foi o maior acidente da história envolvendo um time de futebol. Isso não competiria a eles.



"A Bolívia não tem faculdade, não tem a competência para dar resultados oficiais de investigação. O país que comanda esse trabalho é a Colômbia", disse o diretor da entidade Alfredo Bocanegra. "Com todo o respeito à Bolívia, queria entender que isso foi um ato de imprudência, uma indelicadeza."

Bolívia concluiu que acidente foi provocado por falta de combustível

Nas conclusões dos órgãos competentes bolivianos, ficou estabelecido que o acidente foi provocado por falta de combustível na aeronave por responsabilidade da empresa LaMia e do seu piloto, morto no acidente. A Colômbia prometeu para segunda-feira a apresentação de um relatório preliminar oficial sobre a tragédia.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM