Jornal do Commercio
ATLETIBA

Federação libera Atletiba para transmissão no YouTube e remarca jogo

Atletiba vai acontecer no dia 1º de março

Publicado em 20/02/2017, às 18h23

Atletiba não pôde acontecer no domingo / Reprodução / Youtube
Atletiba não pôde acontecer no domingo
Reprodução / Youtube
Estadão Conteúdo

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) afirma que o clássico entre Atlético Paranaense e Coritiba, cancelado neste domingo por problemas nos direitos de transmissão, será realizado no dia 1º de março, às 20 horas, na Arena da Baixada. O presidente da entidade, Hélio Cury, afirmou que a partida poderá ser transmitida pelo canal YouTube desde que os profissionais responsáveis pela transmissão estejam credenciados Na visão da federação, a falta de credenciamento foi a razão do cancelamento do jogo. 

"Se eles preencherem os requisitos de credenciamento, o jogo poderá ser transmitido por YouTube", afirmou o dirigente. "A federação tem regras que estão sendo cumpridas há três anos. Eles quiseram peitar a federação. Temos um posicionamento. Ninguém pode ter privilégio", disse o dirigente. 

Diante da proibição, os dois times se recusaram a jogar o Atletiba. A ideia de transmitir a partida pela internet foi uma iniciativa em comum das diretorias, que estavam insatisfeitas com o valor pago pela TV Globo para as partidas do Estadual. Os outros dez times do campeonato fecharam um contrato por três anos por aproximadamente R$ 4 milhões por temporada. O valor será divido entre os clubes.



Cury nega interferência da Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão. "A Globo fechou (contrato) com os outros dez clubes Ela não fechou com o Atlético e Coritiba. Não sei porque colocaram a Globo nessa história", afirmou o dirigente. A emissora divulgou uma nota oficial na qual afirma que o "Grupo Globo não tem contrato com Atlético-PR e Coritiba no Campeonato Estadual e estava ciente da intenção dos clubes de fazer a transmissão pela internet". Em outro trecho, o Grupo Globo "reafirma que, em nenhuma hipótese, teve qualquer ligação com o episódio". 

O CASO

Os times já estavam em campo para o início do jogo na Arena da Baixada quando a FPF ordenou que o árbitro Paulo Roberto Alves para não iniciasse o jogo. Segundo a entidade, a equipe contratada pelos clubes para produzir a transmissão do clássico não estava credenciada pela federação local para trabalhar na partida e, por isso, teria de deixar o campo.

As diretorias de Atlético-PR e Coritiba, então, pediram para as equipes deixarem o campo. Os jogadores voltaram ao gramado somente 45 minutos depois do horário marcado para o pontapé inicial. De mãos dadas, os atletas dos clubes rivais se reuniram no centro do campo para agradecer a presença da torcida, que deixou o estádio logo depois.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM