Jornal do Commercio
Sanções

Fifa pode expulsar Grécia por episódios de violência no futebol

O governo grego suspendeu a liga por tempo indeterminado após presidente do PAOK invadir campo armado

Publicado em 14/03/2018, às 14h33

O assunto veio à tona após o presidente do PAOK, Iván Savvidis, ter invadido o campo com uma arma na cintura para protestar contra um gol anulado pela arbitragem / Foto: AFP
O assunto veio à tona após o presidente do PAOK, Iván Savvidis, ter invadido o campo com uma arma na cintura para protestar contra um gol anulado pela arbitragem
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

As lamentáveis cenas de violência ocorridas no futebol grego no último fim de semana poderão ter consequências severas, como a proibição do país de disputar torneios internacionais ou até mesmo sua suspensão do quadro da Fifa. Foi este o recado dado nesta quarta-feira por Herbert Huebel, representante da entidade que rege o esporte, após se reunir com membros do governo e do esporte local em Atenas.

O assunto veio à tona após o presidente do PAOK, Iván Savvidis, ter invadido o campo com uma arma na cintura para protestar contra um gol anulado pela arbitragem no jogo diante do AEK Atenas, no último domingo, pelo Campeonato Grego. As duas equipes brigam diretamente pelas primeiras posições na tabela. A partida, que estava empatada em 0 a 0 no momento do incidente, acabou sendo interrompida.

No dia seguinte, o governo grego suspendeu a liga por tempo indeterminado. "O futebol na Grécia está no limite", declarou Huebel. "Todos amamos o futebol, mas é inaceitável que as pessoas tenham medo de ir ao estádio. Como alguém pode levar seus filhos quando há armas no campo?", questionou o representante da entidade.



Processos disciplinares

Nesta quarta foram iniciados no país europeu processos disciplinares contra o PAOK e seu proprietário. O time corre o risco de perder pontos ou até mesmo ser eliminado do campeonato, enquanto Savvidis, que se desculpou pela conduta, pode levar um gancho de cinco anos.

Além disso, o presidente da Federação Grega de Futebol, Evangelos Grammenos, avisou que representantes da liga nacional terão até o dia 23 de março para fazer uma declaração com medidas contra a violência dentro e fora dos estádios. Com esse plano em mãos, o governo decidirá se vai revogar ou não a suspensão ao campeonato.

A Fifa também será informada em até dez dias por meio de um relatório produzido por Huebel, baseado no que foi discutido durante o encontro em Atenas.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM