Jornal do Commercio
seleção brasileira

Tite minimiza críticas sobre nível técnico em amistosos da seleção brasileira

O 5 a 0 aplicado sobre El Salvador marcou o 11° amistoso de Tite à frente do comando técnico da seleção brasileira

Publicado em 12/09/2018, às 10h49

Seleção de El Salvador detém o recorde de maior goleada sofrida em Copas (10 a 1 para a Hungria) / Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Seleção de El Salvador detém o recorde de maior goleada sofrida em Copas (10 a 1 para a Hungria)
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Diego Borges
Twitter: @DiBorges9

O técnico Tite desfruta de prestígio na seleção brasileira e tem apoio de boa parte dos torcedores, mesmo com a eliminação nas quartas de final da última Copa do Mundo. No entanto, não está imune a críticas e contestações. E desde que foi anunciada a partida de caráter amistoso contra El Salvador, as atenções se voltaram para o nível técnico dos adversários que a seleção brasileira enfrentará no ciclo da Copa do Mundo do Catar, em 2022.

O 5 a 0 aplicado sobre El Salvador - seleção que detém o recorde de maior goleada sofrida em Copas (10 a 1 para a Hungria) - marcou o 11° amistoso de Tite à frente do comando técnico do escrete canarinho, com nove vitórias, um empate e uma única derrota. Pode-se dizer que, histórica e tecnicamente, o time caribenho foi o de menor expressão até então.

Dos onze adversários enfrentados em amistosos, oito estiveram na última Copa do Mundo da Rússia. Entre eles, a até então campeã Alemanha, a atual vice-campeã Croácia, a atual quarta colocada Inglaterra, e outras quatro equipes que avançaram para a fase de mata-mata na Rússia. Antes do Mundial, apenas a Áustria não tinha vaga garantida na Copa, mas vinha de bons resultados contra grandes seleções, como a vitória de virada sobre a Alemanha.

Tite aponta a escassez de datas disponíveis para as seleções Europeias como fator fundamental para determinar os próximos adversários da seleção brasileira. Sobretudo com a criação da Liga das Nações. "A gente não tem a oportunidade de escolher times europeus."



O treinador ainda aponta a disputa de amistosos emparelhados, relembrando a partida marcada contra a Argentina no próximo mês de outubro, na Arábia Saudita. "Vamos pegar a Argentina e sempre vai haver dois (adversários), assim como foi com os Estados Unidos." E minimiza as críticas enfrentadas. "Já passei a idade de querer desconstruir críticas. São opiniões. O (time dos) Estados Unidos empatou com a França antes da Copa."

NÍVEL DAS ELIMINATÓRIAS

Tite recorreu ainda a uma opinião do técnico português José Mourinho para apontar o forte nível técnico das Eliminatórias Sul-Americanas como um importante fator que faz um contraponto às críticas quanto ao nível dos adversários em amistosos.

"O Mourinho fez uma observação que eu compartilho: 'Duro é jogar as Eliminatórias Sul-Americanas, onde você joga com equipes como Uruguai e Argentina, Colômbia... Na Europeia tu pega, desculpa, mas Uzbequistão, Macedônia e o escambau (sic). Está aí para as pessoas avaliarem. Olhem o desempenho, olhem a forma e tirem as suas próprias conclusões diante da disponibilidade e do desempenho da equipe."

Para o treinador, o mais importante com os amistosos é manter um padrão de jogo. "Nós temos a responsabilidade de jogar bem contra El Salvador, contra Honduras, (...), França, Bélgica, e imprimir uma ideia de futebol. E a equipe conseguiu contra um adversário que tem um nível técnico inferior. Agrediu marcação, pressionar, retormar posse de bola e o patamar de finalizações, que é o mais importante, com posse de bola. Mesmo torcando peças, alterando e modificando", ressaltou.

TITE EM AMISTOSOS

Brasil 1 x 0 Colômbia

Brasil 0 x 1 Argentina

Austrália 0 x 4 Brasil

Japão 1 x 3 Brasil

Inglaterra 0 x 0 Brasil

Rússia 0 x 3 Brasil

Alemanha 0 x 1 Brasil

Brasil 2 x 0 Croácia

Áustria 0 x 3 Brasil

Estados Unidos 0 x 2 Brasil

Brasil 5 x 0 El Salvador




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM