Jornal do Commercio
Retorno

Admirador de Guardiola, ex-goleiro Nilson vai treinar time do Estado

Nilson atuou os últimos anos como arqueiro do União Madeira, do futebol português

Publicado em 18/10/2018, às 11h30

Nilson fez cursos e estágio na Uefa para se qualificar a nova profissão / Football News/Reprodução
Nilson fez cursos e estágio na Uefa para se qualificar a nova profissão
Football News/Reprodução
JC Online

Aposentado dos gramados desde 2017, quando atuava pelo União Madeira, de Portugal, o ex-goleiro Nilson, de 42 anos, vai estear como treinador de futebol no comando técnico do Flamengo de Arcoverde. A informação foi confirmada pelo ex-jogador à reportagem do Jornal do Commercio na manhã desta quinta-feira (18). Entre tantas referências para se inspirar na profissão, o capixaba destacou admiração especial pelo espanhol Pep Guardiola. Assim como ele, o comandante do Manchester City migrou de dentro das quatro linhas para a função de técnico do esporte.

"Está surgindo uma safra muito boa de jovens treinadores no futebol brasileiro. Capacitados, estudiosos. Mas também não dá para esquecer de nomes da velha guarda, como Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo, Paulo Autuori... Entre os mais novos, Jair (Ventura, do Corinthians), José Ricardo (Botafogo), (Alberto Valentim (Vasco). No cenário local, Dado Cavalcanti, Roberto Fernandes, sem falar de Givanildo (Oliveira), o 'Rei do Acesso". Mas um que admiro muito é Pep Guardiola. Gosto muito do seu estilo e de suas ideias. São muitas referências. Então, é pegar particularidades de cada um e somar ao meu perfil. Lógico, sempre mantendo a minha identidade e o meu jeito", comentou.

 Ainda não há uma data para que o ex-arqueiro, ídolo no Santa Cruz e jogador de destaque no Náutico, se apresente no clube sertanejo. Mas é provável que o trabalho de Nilson em Arcoverde comece no início de dezembro. "Ainda não sentamos para acertar a data em que chegarei ao clube. Ainda estamos analisando calendário. Mas tudo indica que deve ser no início de dezembro", comentou.

O ex-goleiro, que defendeu a seleção africana de Burquina Faso entre 2011 e 2013, revelou que o desejo de se tornar treinador era antigo e se intensificou nos anos finais da carreira nos gramados. "Eu tinha isso programado há algum tempo. Até recebi propostas para continuar jogando, mas decidi parar para começar como treinador. Para isso, estudei e me preparei muito. Fiz cursos e estágios da UEFA e continuei dando sequência à busca por conhecimento", contou.  



Para ser bem sucedido na nova carreira, Nilson pretende utilizar tudo o que aprendeu como jogador, somado aos conhecimentos adquiridos nos cursos e estudos que vem realizando sobre o treinamento de equipes. "Acredito que não vou ter dificuldades nessa transição. Me preparei muito, estou muito focado", observou.

DESAFIO

Apesar de ter deixado claro que objetivos e metas ainda não tenham sido traçados para o Flamengo de Arcoverde na temporada 2019, é certo que Nilson vai trabalhar para que o clube tenha um desempenho um pouco melhor no Estadual. Este ano, o time sertanejo não caiu para a Série A2 por pouco. Encerrou a primeira fase em nono, primeira posição fora da zona de degola. Caíram Pesqueiro e Belo Jardim.

Assim que a data de início de trabalho no Flamengo de Arcoverde for confirmada, Nilson deverá ter muitos afazeres. A começar pela montagem do elenco, que partirá praticamente do zero. "Vamos ter que 'arrepiar a canoa' para dar corpo ao time. Ainda temos tempo, mas não podemos descuidar", concluiu.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM