Jornal do Commercio
FIFA

Bélgica assume a ponta isolada do ranking da Fifa

Na última atualização belgas e franceses protagonizaram empate histórico no primeiro posto da lista

Publicado em 25/10/2018, às 11h00

Bélgica assumiu a liderança isolada do ranking da Fifa com um ponto a mais que a França / Fifa/Reprodução
Bélgica assumiu a liderança isolada do ranking da Fifa com um ponto a mais que a França
Fifa/Reprodução
JC Online

Há um mês, as seleções de Bélgica e França protagonizaram pela primeira vez na história, desde a criação há 25 anos, um empate na liderança do ranking da Fifa. Nesta quinta-feira (25), a entidade revelou a atualização de outubro da lista e os belgas assumiram a ponta isolada, apenas um ponto à frente dos atuais campeões da Copa do Mundo. O Brasil segue na terceira colocação.

Em setembro, Bélgica e França tinham os mesmos 1.729 pontos. Na data Fifa de outubro, os belgas venceram a Suíça por 2 a 1, pela Liga das Nações, e empataram um amistoso contra a Holanda por 1 a 1. Já os franceses ficaram no 2 a 2 contra a Islândia, em amistoso, e bateram a Alemanha por 2 a 1, na Liga das Nações. Por conta dos critérios de pontuação adotados pela Fifa, a seleção de Eden Hazard, Lukaku e cia. ganharam um ponto a mais e assumiram a ponta (1.733 a 1.732).

Com duas vitórias em amistosos - 2 a 0 na Arábia Saudita e 1 a 0 na Argentina, ambas em solo saudita -, a seleção brasileira do técnico Tite segue na terceira colocação, com 1.669 pontos. A vantagem para a quarta colocada, que é a vice-campeã mundial Croácia, aumentou para 34 pontos. Os croatas empataram sem gols contra a Inglaterra, pela Liga das Nações, e venceram um amistoso contra a Jordânia por 2 a 1.

A única alteração do Top 10 do ranking nesta atualização foi a subida da Inglaterra da sexta para a quinta colocação, ultrapassando o Uruguai. Os ingleses chegaram a 1.619 pontos, contra 1.617 dos sul-americanos. Na sequência aparecem Portugal, Suíça, Espanha e Dinamarca.



Quem também se destacou, mas de forma negativa, foi a Alemanha. A campeã mundial em 2014, que parecia ter iniciado uma reação na atualização de setembro, quando havia ganhado três posições, desta vez caiu duas e agora aparece em 14.º lugar. Pesa aí a péssima campanha na Liga das Nações, onde corre o sério risco de ser rebaixada para a Liga B (espécie de segunda divisão) da competição europeia.

A surpresa da lista foi a ascensão de Gibraltar, que conseguiu em outubro as suas duas primeiras vitórias na recente história no futebol. Pela Liga das Nações, derrotou a Armênia e Lichtenstein e ganhou oito posições no ranking da Fifa, subindo para o 190.º lugar.

A próxima atualização do ranking da Fifa está marcada para o dia 29 de novembro, após os últimos jogos oficiais das seleções em 2018.

Confira a lista dos 10 primeiros colocados do ranking da Fifa:

1.º - Bélgica - 1.733 pontos

2.º - França - 1.732

3.º - Brasil - 1.669

4.º - Croácia - 1.635

5.º - Inglaterra - 1.619

6.º - Uruguai - 1.617

7.º - Portugal - 1.616

8.º - Suíça - 1.598

9.º - Espanha - 1.594

10.º - Dinamarca - 1.584


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM