Jornal do Commercio
Luta

Aos 75 anos, morre Gena, ídolo de Náutico e Santa Cruz

Ex-jogador faleceu na noite desta segunda-feira

Publicado em 12/11/2018, às 21h51

Gena foi hexacampeão pelo Náutico / Andre Nery/Acervo JC Imagem
Gena foi hexacampeão pelo Náutico
Andre Nery/Acervo JC Imagem
JC Online

Morreu na noite desta segunda-feira, o ex-jogador Gena, ídolo de Náutico e Santa Cruz. Ele estava internado no Memorial São José, na Ilha do Leite, Zona Central do Recife. Ele havia dado entrada no hospital com dores no abdômen e passou 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva. Segundo os familiares, sofreu parada cardíaca nesta segunda e não resistiu. Ele tinha 75 anos.

"Estamos aguardando o laudo, mas deu entrada no hospital com uma infecção grande no abdômen. Passou 15 dias na UTI e teve uma parada cardíaca em que não resistiu", disse Júnior, filho do ex-jogador.

O corpo de Gena será velado no Cemitério de Santo Amaro, zona central do Recife, a partir das 11h a pedido da família. O sepultamento está marcado para acontecer às 16h.

Em nota nas redes sociais, o Náutico lamentou a morte do ídolo. "Em nome da torcida alvirrubra, o Náutico se solidariza com familiares de Gena, falecido nesta segunda. Gena foi mais que um atleta vencedor. Foi um ser humano campeão. Uma estrela que brilhou no Hexa e seguirá sendo luz e inspiração. Gena é exemplo de um Náutico eterno", disse o clube.



Gena foi um dos heróis do hexacampeonato do Náutico, estando nos seis títulos do clube, de 1963 a 1968. Também esteve em quatro dos cinco títulos do pentacampeonato do Santa Cruz. Ganhou de 70 a 73. Ainda levou a Copa Norte com o Timbu entre 65 e 67. Ainda foi vice-campeão da Taça Brasil, em 67, também com a camisa alvirrubra.

Outro dado importante sobre o ex-jogador foi que ele nunca foi expulso, tendo sido reconhecido como um dos atletas mais disciplinados do Brasil. Tanto que recebeu o Prêmio Belfort Duarte.

TROFÉU GENA

Por ter marcado época nos dois clubes, Gena foi homenageado ano passado pela Federação Pernambucana de Futebol com um troféu no seu nome para marcar o centenário do Clássico das Emoções. O Timbu levou a melhor e levou a taça com o nome do ídolo.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM