Jornal do Commercio
Luta

Aos 75 anos, morre Gena, ídolo de Náutico e Santa Cruz

Ex-jogador faleceu na noite desta segunda-feira

Publicado em 12/11/2018, às 21h51

Gena foi hexacampeão pelo Náutico / Andre Nery/Acervo JC Imagem
Gena foi hexacampeão pelo Náutico
Andre Nery/Acervo JC Imagem
JC Online

Morreu na noite desta segunda-feira, o ex-jogador Gena, ídolo de Náutico e Santa Cruz. Ele estava internado no Memorial São José, na Ilha do Leite, Zona Central do Recife. Ele havia dado entrada no hospital com dores no abdômen e passou 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva. Segundo os familiares, sofreu parada cardíaca nesta segunda e não resistiu. Ele tinha 75 anos.

"Estamos aguardando o laudo, mas deu entrada no hospital com uma infecção grande no abdômen. Passou 15 dias na UTI e teve uma parada cardíaca em que não resistiu", disse Júnior, filho do ex-jogador.

O corpo de Gena será velado no Cemitério de Santo Amaro, zona central do Recife, a partir das 11h a pedido da família. O sepultamento está marcado para acontecer às 16h.

Em nota nas redes sociais, o Náutico lamentou a morte do ídolo. "Em nome da torcida alvirrubra, o Náutico se solidariza com familiares de Gena, falecido nesta segunda. Gena foi mais que um atleta vencedor. Foi um ser humano campeão. Uma estrela que brilhou no Hexa e seguirá sendo luz e inspiração. Gena é exemplo de um Náutico eterno", disse o clube.



Gena foi um dos heróis do hexacampeonato do Náutico, estando nos seis títulos do clube, de 1963 a 1968. Também esteve em quatro dos cinco títulos do pentacampeonato do Santa Cruz. Ganhou de 70 a 73. Ainda levou a Copa Norte com o Timbu entre 65 e 67. Ainda foi vice-campeão da Taça Brasil, em 67, também com a camisa alvirrubra.

Outro dado importante sobre o ex-jogador foi que ele nunca foi expulso, tendo sido reconhecido como um dos atletas mais disciplinados do Brasil. Tanto que recebeu o Prêmio Belfort Duarte.

TROFÉU GENA

Por ter marcado época nos dois clubes, Gena foi homenageado ano passado pela Federação Pernambucana de Futebol com um troféu no seu nome para marcar o centenário do Clássico das Emoções. O Timbu levou a melhor e levou a taça com o nome do ídolo.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM