Jornal do Commercio
FPF-PE

“Estou preocupadíssimo com a defasagem financeira”, diz Evandro Carvalho sobre o Estadual

O dirigente comparou a situação de PE com outros estados do Norte e Nordeste

Publicado em 11/01/2019, às 15h18

“Futebol é receita
“Futebol é receita", opinou Evandro em entrevista à Rádio Jornal.
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Robert Sarmento
Rádio Jornal

O Campeonato Pernambucano começa no 19 de janeiro, e a questão financeira é uma preocupação da Federação Pernambucana de Futebol. Pelo menos, foi o que confirmou o presidente da FPF, Evandro Carvalho, em entrevista à Rádio Jornal, nesta sexta-feira (11). Ele disse que está preocupado com a questão financeira, pela falta de investimentos, em relação à programas como o ‘Gol de Placa’, em que o Governo da Paraíba repassa orçamento aos clubes locais.

“Nos reunimos na Federação e na CBF, e eu diria que estou preocupadíssimo com a nossa defasagem financeira em relação aos outros estados do Norte/Nordeste. Temos no cenário hoje, só PE que não tem investimento e aportes do Governo do Estado na área de turismo, cultura, e os outros estados estão levantando entre R$ 8 e R$ 12 milhões. Isso faz com que o futebol desses Estados se fortaleça muito, porque esse não é o primeiro ano. Há quatro anos seguidos que eles estão aportando isso, e no ano passado já vimos o resultado”, informou.

O presidente da FPF também relatou que o valor dos ingressos faz diferença em relação aos recursos para o campeonato estadual.



“Futebol é receita. Evidente que não é só isso. Pernambuco cobra o menor valor de ticket do Brasil. Perdemos para Rondônia, Roraima, Paraíba, Fortaleza. O ingresso do futebol de Pernambuco foi o mais barato do Brasil. Não temos praticamente ninguém de sócios. Os outros Estados tem 30 mil sócios. E aqui temos mil. Então está muito difícil fortalecer nesse cenário que estamos tentando fortalecer hoje”, concluiu.

Gol de Placa

Semelhante ao ‘Todos com a Nota’, o programa do Governo da Paraíba consiste em trocar notas fiscais no valor mínimo de R$ 50 por um ingresso para qualquer partida do campeonato estadual. A cada nota trocada por um bilhete, o Estado paga R$ 20 para o clube mandante da partida.



Comentários

Por lucas brito,12/01/2019

Tem o que merece por incompetência e mancomunação com os vermelhinhos. Conseguiu e faliu o futebol do estado.Vais pedir ajuda ao teu ídolo, aquele mesmo preso lá em Curitiba.

Por sergio de jesus gomes da cunha cunha,11/01/2019

Esse incompetente acabou com o futebol pernambucano. Devia ter vergonha na cara e pedir para sair. Comunista, nem a bandeira do Brasil fica hasteada em frente ao prédio da FPF. Sergio Cunha



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM