Jornal do Commercio
Nordestão

Bahia e Ceará largam na frente em busca da Copa do Nordeste 2019

Os tricolores e alvinegros são os favoritos pelo título da Copa do Nordeste 2019

Publicado em 12/01/2019, às 13h47

Guilherme foi a grande contratação do Bahia no começo desta temporada / Foto: Felipe Oliveira/Bahia
Guilherme foi a grande contratação do Bahia no começo desta temporada
Foto: Felipe Oliveira/Bahia
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

Os tradicionais Bahia e Ceará são os grandes favoritos ao título da Copa do Nordeste 2019. Com presença garantida mais uma temporada na Série A do Campeonato Brasileiro, conseguiram manter uma base da equipe e estão no mercado em busca de reforços pontuais. Em um patamar abaixo, está o Fortaleza, campeão da Série B do Brasileiro do ano passado. Rebaixado para a Segunda Divisão, o Vitória merece respeito, pois é o maior campeão do torneio. Os outros 12 times esperam surpreender, como fez o Sampaio Corrêa em 2018. Alguns com mais condições, como o CSA, outro integrante da elite nacional, mas que tem feito apostas duvidosas na montagem do elenco, e a dupla Santa Cruz e Náutico.

Mesmo tendo perdido três jogadores importantes do ano passado - os meias Zé Rafael e Vinícius, e o atacante Edgar Júnio -, o tricolor baiano conseguiu manter o restante do time e, por isso, realizou poucas contratações: o lateral-direito Matheus Silva, os meias Guilherme (ex-Athletico-PR) e Shaylon (ex-São Paulo), e os atacantes Artur, Rogério (ex-Sport) e Iago. Ainda tem negociação bem encaminhada com o meia Jean Mota, do Santos.



VEJA A TABELA DA COPA DO NORDESTE

Já o Ceará, de Lisca Doido, perdeu o principal jogador: o atacante Arthur Cabral (Palmeiras). Porém, manteve a maior parte do elenco e trouxe poucos reforços. Nomes sem “grife” como os meias Felipe Baxola e Chico e os jovens atacantes Matheus Matias e Victor Feijão.

GUIA DA COPA DO NORDESTE NA RÁDIO JORNAL

NA BRIGA

Correndo por fora estão Fortaleza e Vitória. No segundo ano com técnico Rogério Ceni, os cearenses não irão contar com os destaques da temporada passada: o meia-atacante Marcinho e o atacante Gustavo, o Gustagol. Nos reforços, tem apostado em atletas sem expressão no mercado. O mais “famoso” é o meia Madson, ex-Santos e Vasco. Os baianos estão com o pé no freio no mercado: quatro. Entre eles, o meia Andrigo, que estava no Sport.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM