Jornal do Commercio
PERNAMBUCANOS

Santa Cruz e Náutico na expectativa de chegarem longe no Copa do Nordeste 2019

Além de tricolores e alvirrubros, o Salgueiro também representa o Estado na Copa do Nordeste

Publicado em 12/01/2019, às 13h30

Danny Morais é a experiência da zaga do Santa, enquanto Wallace é a aposta de gols do Náutico / Rodrigo Baltar/Divulgação e Léo Lemos/Náutico
Danny Morais é a experiência da zaga do Santa, enquanto Wallace é a aposta de gols do Náutico
Rodrigo Baltar/Divulgação e Léo Lemos/Náutico
JC Online

A disputa não será fácil, mas Náutico e Santa Cruz entram na Copa do Nordeste 2019 tentando superar as adversidades financeiras e os favoritos Bahia e Ceará em busca do título. Já o Salgueiro sabe que sonhar com a taça é difícil. A realidade é buscar passar da primeira fase, repetindo o feito de 2015 e 2016. Para os tricolores, esse objetivo já é alcançado há três anos - o Santa foi o campeão em 2016. Enquanto os alvirrubros não passaram da primeira fase desde o retorno da competição em 2013. 

Entre os tricolores, a ideia é superar um ano de total fracasso. O Santa Cruz estreará contra o Botafogo-PB, no dia 15, com quase um mês de preparação sob o comando do novo técnico Leston Júnior e um número maior de remanescentes no elenco em relação ao ano passado, que apenas três atletas continuaram no Arruda. Agora, sete nomes seguiram com a camisa coral. São eles: o goleiro Ricardo Ernesto, o zagueiro Danny Morais, os volantes Charles e Eduardo, o meia Hericlis, e os atacantes Augusto e Pipico. O presidente Constantino Júnior aumentou ainda mais a política de “pés no chão” e reduziu os quadros administrativos. No futebol, a folha salarial segue em cerca de R$ 300 mil.

VEJA A TABELA DA COPA DO NORDESTE

Até o fechamento desta edição, o Santa Cruz acertou com 14 contratações: o goleiro Anderson, os laterais-direitos Marcos Martins e Cesinha, os laterais-esquerdos Bruno Ré e Raphael Soares, os zagueiros Vitão, William e Anderson, os volantes Lucas Gonçalves e Diego Lorenzi, os meias Allan Dias e Luiz Felipe, e os atacantes Neto Costa e Jô.



No lado alvirrubro, o Náutico chega na edição 2019 da Copa do Nordeste mais organizado e querendo derrubar o tabu da fase de grupos. Desde que a competição nordestina voltou a ser disputada, em 2013, o clube vermelho e branco ficou quatro vezes na etapa classificatória. OTimbu chega embalado após temporada 2018 produtiva. Apesar de não ter subido para a Série B, conquistou o Pernambucano após 13 anos de jejum e conseguiu chegar até a quarta fase da Copa do Brasil, o que deu fôlego financeiro para manter as contas em dia.

GUIA DA COPA DO NORDESTE NA RÁDIO JORNAL

Com a base mantida após as renovações de pilares como o zagueiro Suélinton, o lateral Assis, o volante Josa e o meia Wallace Pernambucano, além das as permanências de garotos que foram destaque em 2018, como o goleiro Bruno, o volante Luiz Henrique e o atacante Robinho, o clube alvirrubro contratou oito atletas. São eles: o zagueiro Diego Silva, o lateral André Krobel, o volante Maylson, os meias Allan Patrick, Fábio Matos e Nahuel Cisneros e os atacantes Matheus Carvalho e Jorge Henrique.

SALGUEIRO

Tentando surpreender, o Salgueiro conta com um elenco bastante modificado em relação ao ano passado. O goleiro Mondragon se transferiu para o River-PI enquanto o lateral-direito Marcos Tamandaré pendurou as chuteiras, mas continuou no clube e se tornou auxiliar do técnico Sérgio China. No atual elenco, algumas caras conhecidas, como o goleiro Gideão, ex- Náutico, e o atacante Thomas Anderson, ex- Santa Cruz. Os sertanejos farão a estreia contra o Confiança, dia 17.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM