Jornal do Commercio
Notícia
grupo c

Com um a mais, Uruguai goleia Equador na estreia na Copa América

Uruguai venceu por 4x0 diante de público ruim no Mineirão

Publicado em 16/06/2019, às 21h23

Cavani marcou um dos gols da partida. / Foto: Luis ACOSTA / AFP
Cavani marcou um dos gols da partida.
Foto: Luis ACOSTA / AFP
Do Estadão Conteúdo

O Uruguai atropelou o Equador com uma vitória por 4x0, neste domingo (16), no Mineirão, pela primeira rodada do Grupo C da Copa América. A seleção de Oscar Tabárez se impôs desde o início e contou com atuação inspirada de seu trio ofensivo. Lodeiro, Cavani e Suárez marcaram um gol cada e garantiram a atuação de gala na estreia.

O público em Belo Horizonte é que foi ruim. Assim como nos outros jogos do torneio, o preço alto do ingresso (o setor mais barato custava R$ 120) afastou o torcedor do estádio, que atraiu apenas 13 mil pessoas. Mas quem investiu na partida pôde assistir a um grande jogo.

A seleção equatoriana, com a proposta de se defender, viu toda a estratégia acabar quando Lodeiro dominou de primeira, se livrou da marcação sem deixar a bola cair e bateu cruzado para abrir o marcador logo aos cinco minutos. Nández ampliou logo em seguida, mas o gol foi anulado após consulta ao VAR porque Cavani, que fez o cruzamento, estava impedido.

O Uruguai continuava pressionando. Com nova ajuda do VAR, o árbitro brasileiro Anderson Daronco expulsou o equatoriano Quintero, que em dois lances na sequência, subiu para cabecear com o cotovelo aberto. Na segunda vez, atingiu Lodeiro, que precisou fazer um curativo no rosto. Daronco inicialmente deu amarelo, mas depois de olhar o lance no monitor mostrou o vermelho.

Cavani queria o dele. O centroavante do Paris Saint-Germain tentou de letra e o goleiro Alex Domínguez fez grande defesa. Em seguida, Godín tocou de cabeça e ele mandou de voleio para as redes. Faltava o de Suárez. O craque do Barcelona vinha fazendo uma boa partida, incomodando a zaga adversária pelo lado direito Aos 40, ele apareceu na segunda trave e desviou cobrança de escanteio para as redes: 3 a 0, fora o baile.

No segundo tempo, a partida esfriou. O torcedor brasileiro no Mineirão até tentou dar uma força para o Equador, mas estava difícil. Arrascaeta, no banco do Uruguai, foi alvo de protestos por parte de torcedores cruzeirenses. Oscar Tábarez optou por não colocá-lo em campo. A seleção equatoriana continuava fechada no campo de defesa para evitar uma goleada maior. O Uruguai diminuiu o ritmo para se poupar. Mesmo assim era superior.



O quarto gol veio com ajuda do adversário. Mina desviou contra a própria meta. O lance precisou ser verificado pelo VAR, pois os equatorianos reclamaram que a bola havia saído pela linha de fundo no início da jogada. Mais uma vez Daronco consultou o vídeo e validou o gol.

O Uruguai, principal vencedor da Copa América com 15 conquistas, volta a campo na próxima quarta-feira quando enfrentará o Japão, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. A seleção asiática estreia na competição nesta segunda-feira, às 20h, contra o Chile, atual bicampeão do torneio, no estádio do Morumbi. Equador e Chile se enfrentam na sexta-feira na Fonte Nova, em Salvador, pela segunda rodada.

FICHA TÉCNICA - URUGUAI 4 X 0 Equador

URUGUAI: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín e Laxalt; Bentancur, Vecino (Valverde), Nández (Pereiro) e Lodeiro (Torreira); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Oscar Tabárez.

EQUADOR Alex Domínguez; Quintero, Mina, Achilier e Caicedo; Orejuela, Intriago, Antonio Valencia e Mena (Velasco); Enner Valencia e Preciado (Romário Ibarra). Técnico: Hernán Gomez.

GOLS: Lodeiro, aos 5', Cavani, aos 32', e Suárez, aos 40' do 1T; Mina (contra) , aos 34' do 2T. ÁRBITRO: Anderson Daronco (Fifa/Brasil) CARTÕES AMARELOS: Lodeiro e Giménez (Uruguai). CARTÃO VERMELHO: Quintero (Equador). RENDA: R$ 1.534.535,00 PÚBLICO: 13.611 torcedores. LOCAL: Mineirão, em Belo Horizonte.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM