Jornal do Commercio
Notícia
internacional

Platini é preso por suspeita de corrupção na escolha do Catar como sede da Copa

Ex-presidente da Uefa, Michel Platini foi preso na manhã desta terça-feira por ser um dos suspeitos em esquema de corrupção envolvendo a escolha da sede da Copa do Mundo no Catar, em 2022

Publicado em 18/06/2019, às 08h42

Platini é ex-presidente da Uefa / Valery HACHE / AFP
Platini é ex-presidente da Uefa
Valery HACHE / AFP
JC Online

Ex-presidente da Uefa, o francês Michel Platini foi detido nesta terça-feira em Paris em uma investigação por suposta corrupção na escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022. A Procuradoria Nacional de Finanças (PNF) do país abriu uma investigação em 2016 para analisar a escolha das sedes dos Mundiais de 2018 (Rússia) e 2022 (Catar). Vale destacar que as Justiças de Suíça e Estados Unidos também estão investigando o caso.

A justiça francesa se interessa particularmente por uma "reunião secreta" que teria acontecido no Palácio do Eliseu em 23 de novembro de 2010, na qual teriam participado o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, o príncipe do Catar Tamim bin Hamad al-Thani e Michel Platini, que na época era presidente da Uefa e vice-presidente da Fifa.



CATAR-2022

A escolha do Catar como sede da Copa de 2022 pelos membros do comitê executivo da Fifa foi um dos estopins da grave crise que abala a entidade desde 2015. Em outubro deste ano, o ex-presidente da Fifa Sepp Blatter acusou a França. O dirigente suíço mencionou um "acordo diplomático" para que os Mundiais de 2018 e 2022 acontecessem na Rússia e Estados Unidos, mas este plano fracassou após "a interferência governamental de Sarkozy". O ex-presidente francês nega qualquer intervenção.


Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM