Jornal do Commercio
Análise
série c

Santa Cruz empata e chega a três jogos sem vitória

O Tricolor enfrentou o Botafogo-PB pela 12ª rodada da Terceira Divisão

Publicado em 14/07/2019, às 20h06

Gols saíram no final do segundo tempo. / Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Gols saíram no final do segundo tempo.
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Karoline Albuquerque
Do Blog do Torcedor

O embate entre Santa Cruz e Botafogo-PB era a chance ideal para um dos dois times empurrar o adversário mais para longe e ficar mais confortável dentro do G-4 do grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. A oportunidade, contudo, foi desperdiçada pelas duas equipes com o placar de 1x1, pela 12ª rodada, na noite de domingo, dentro do Arruda. Os gols de Kelvin, pelo alvinegro, e Charles, pelo tricolor, saíram aos 44 e aos 49 minutos do segundo tempo, respectivamente.

O resultado mantém a dupla fora do grupo de classificação para a próxima fase. Muito por conta do Imperatriz, venceu o Treze fora de casa por 2x1, e chegou a 18 pontos, subindo para a 4ª colocação. Assim, o Belo desceu para 5º e o Tricolor para 6º, ambos com 17. As equipes podem perder ainda mais posições, pois o Náutico, que tem 15 pontos, joga na noite desta segunda, fora de casa, contra o líder Ferroviário.

O Santa volta a entrar em campo na quinta-feira (18). Às 20h, a Cobra Coral enfrenta o Sampaio Corrêa, no Castelão. Dois dias depois, o Botafogo-PB, recebe o ABC, às 17h, no Almeidão.

O JOGO

Apesar da chance de subir na classificação, o ímpeto dos times durante os 90 minutos foi digno do empate. Até ocorreram algumas tentativas, mas nada que levasse perigo o suficiente para assustar ou aumentar o ritmo do jogo. As chances que saíram no primeiro tempo, por exemplo, mais foram mérito individuais do que coletivos. Artilheiro da equipe mandante, o atacante Pipico teve suas chances, mas parou no goleiro Saulo.

Já no lado dos paraibanos, Marcos Aurélio, ex-Sport, dava trabalho com cobrança de faltas. Aos 29, O goleiro Anderson teve que espalmar o chute do jogador. A resposta do Santa Cruz saiu aos 36. Marcos Martins fez grande jogada na área, tirou de Enercino, que ficou no chão, e mandou voltando para a entrada da área, mas não tinha ninguém para receber.

O segundo tempo começou com mais pressão do Santa Cruz, apesar do susto aos 3 minutos desta etapa. Nando cabeceou bem um cruzamento e o goleiro Anderson mostrou um tempo de reação rápido, fazendo uma grande defesa. Do outro lado, as entradas de Jaílson e Misael aumentam o ritmo de jogo coral.



A monotonia voltou a tomar conta do jogo até os 21 minutos. Pipico tentou chegar na bola após cruzamento na pequena área, mas Enercino afastou. A bola bateu na mão do lateral alvinegro e os jogadores tricolores reclamaram, pedindo pênalti, não marcado pela arbitragem.

Quando parecia que o jogo iria para o 0x0, Danny Morais perdeu a bola no meio de campo e o Botafogo-PB saiu em rápido contra-ataque. Em um dois contra um, com apenas João Victor na marcação, Kelvin invadiu a área coral e mandou para a rede. Aos 49, contudo, uma falta para o Santa Cruz salvou o time da derrota. Charles cobrou direto e marcou um golaço.

FICHA DA PARTIDA - SANTA CRUZ 1x1 BOTAFOGO-PB

Santa Cruz: Anderson; Marcos Martins, João Victor, Danny Morais e Cesinha; Charles, Kadu e Daniel Costa (Jailson); Dudu (Warley), Augusto (Misael) e Pipico. Técnico: Milton Mendes

Botafogo-PB: Saulo; Itaqui (Neilson), Lula, Fred e Energino; Rogério, Marcos Vinícius (Juninho) e Marcos Aurélio; Serginho (Kelvin), Clayton e Nando. Técnico: Evaristo Piza

Campeonato Brasileiro da Série C (12ª rodada). Local: estádio do Arruda, no Recife (PE). Árbitro: João Batista de Arruda (RJ) Auxiliares: Carlos Henrique Cardoso de Souza e Daniel de Oliveira Alves Pereira (ambos do Rio de Janeiro). Gols: Charles, aos 49' do 2T (S); Kelvin, aos 44' do 2T (B). Cartões amarelos: Augusto, Kadu e Charles (S); Itaqui e Kelvin (B). Público: 6.971. Renda: R$ 55.498.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM