Jornal do Commercio
Notícia
SÉRIE C

Setoristas analisam times que brigam por vaga no grupo B da Série C

O repórter João Victor Amorim conversou com os setoristas de Juventude, Paysandu, Remo, Ypiranga, Volta Redonda e São José

Publicado em 20/08/2019, às 17h09

Paysandu encara o Remo na última rodada da primeira fase do grupo B da Série C / Foto: divulgação/ Paysandu
Paysandu encara o Remo na última rodada da primeira fase do grupo B da Série C
Foto: divulgação/ Paysandu
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

A última rodada do grupo B da Série C será empolgante. Com apenas o Juventude já classificado para as quartas de final, cinco clubes (Paysandu, Remo, Ypiranga, Volta Redonda e São José) brigam pelas três vagas restantes. E, para aumentar ainda mais a dramaticidade, essas seis equipes se enfrentam do domingo ( 25), no mesmo horário: 18h.

No estádio Mangueirão, o clássico paraense entre Paysandu (2º, com 27 pontos) x Remo (3º, com 26). No estádio Alfredo Jaconi, o Juventude (1º, com 28) recebe o Ypiranga (4º, com 25). E, por fim, o São José (5º, com 25) encara o Volta Redonda (6º, com 25), no estádio Passo D'Areia.

Para conhecer um pouco mais dos possíveis adversários dos pernambucanos - o Náutico já está classificado às quartas de final da Série C, enquanto que o Santa Cruz ainda sonha com a vaga -, o repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, conversou com alguns setoristas dos clubes que estão no grupo B da Terceirona, que esclareceram as características das equipes que fazem a cobertura no dia a dia.

Confira os depoimentos dos repórteres:

Eduardo Costa, da Rádio Caxias (setorista do Juventude

"Dentre as principais características do Juventude, uma delas está na sua força como mandante. Ainda está invicto na Série C jogando no Alfredo Jaconi. O time de Marquinhos Santos apresenta um bom futebol em casa. Outra característica forte é a defesa. O Juventude tem uma das defesas menos vazadas na competição (tomou 13 gols). Marquinhos Santos conseguiu impor isso desde a sua chegada, no Estadual, e isso o auxiliou muito nessa bela campanha do Juventude".

  

Dinho Menezes, da Rádio Clube do Pará (setorista do Paysandu)

"O Paysandu vem bem na classificação do grupo B, na segunda posição. A contratação do meia Tomás Bastos, ex-Botafogo, foi importante e ele vem fazendo um papel bacana, com cinco gols em quatro jogos. É a sensação do Paysandu. O Hélio dos Anjos, desde que assumiu o time, ainda não perdeu. São 13 jogos pela Série C e um pela Copa Verde. Ou seja, 14 jogos que ele está invicto no comando do Paysandu. Hélio vem jogando num esquema no 4-3-3 variando com o 4-1-4-1". 



 

Paulo Caxiado, Rádio Clube do Pará (setorista do Remo)

"Remo foi bem no primeiro turno e conquistou 15 pontos. No segundo turno acabou tropeçando bastante, inclusive, jogando dentro de casa, e só conquistou 11 pontos. Por isso, o Remo está nessa situação de jogar com Paysandu e ter de vencer para não depender de nenhum outro resultado. Com relação ao esquema tático, o time de Márcio Fernandes  joga no 4-3-3 com variação para o 4-4-2. Jogadores importantes nessa campanha do Remo: o goleiro Vinícius, o centroavante Neto Baiano, o meia Eduardo Ramos e Yuri, além do volante Ramires... Atletas que trabalham para subir o Remo".

  

Edilon Flores, Rádio Difusão de Erechim (seta do Ypirangorista)

"O técnico Fabiano Daitx vem adotando o 4-4-2. Fora de casa tem um bom aproveitamento, jogando por uma boa. Mas em casa não tem correspondido e tem baixo índice. O Ypiranga não investiu muito, a folha não chega a R$ 200 mil. Mas tem alguns atletas rodados no futebol brasileiro, como o volante Reinaldo Dutra, que atuou no Pelotas, Marco Antônio que já atuou na Série A do Gaúchão no ano passado... Outros que passaram na dupla Gre-Nal, como o zagueiro Saimon. 

 

Ilder Alves, da Rádio Sul Fluminense de Volta Redonda (setorista do Volta Redonda)

"A equipe do Volta Redonda joga com o esquema 4-4-2, com dois homens na frente. João Carlos que é mais experiente, com um pelo lado direito. Mas algumas vezes esse esquema acabou não dando certo por conta das inúmeras lesões... Isso prejudicou o treinador (Toninho Andrade) para montar as estratégias em alguns jogos e acabou perdendo pontos preciosos. O setor defensivo é o que se pode chamar de a referência do time, com o capitão Heitor. O Volta Redonda tem um bom poder defensivo, começando com os dois volantes: Bruno Barra e Bileu. Tem o Gelson que joga mais à frente, como um terceiro homem de meio de campo, que também marca muito bem. Na armação tem Wandinho e Douglas Lima que se revezam. Em casa, o time de Toninho Andrade costuma jogar mais ofensivo, no 4-3-3. 

 

Gustavo Fogaça, da Dazn (setorista do São José)

Ao meu ver, o São José foi durante um tempo o time mais organizado e com mais recursos táticos, mesmo não tendo muitos recursos técnicos. Rafael Jacques tem o DNA do clube, conhece bem o São José e o elenco compra suas ideias e executar com precisão. É um time difícil de ser batido, com nomes como Rafael Carrilho (meia), bom armador, o goleiro Fábio, extremos de velocidade como Matheusinho e Cláudio Maradona, além do matador Luiz Eduardo. É um time com possibilidades de chegar como favorito ao título. " 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM