Jornal do Commercio
Notícia
prêmio

Pela sexta vez, Lionel Messi vence Bola de Ouro

O atacante argentino sucede o croata Luka Modric

Publicado em 02/12/2019, às 18h04

Jogador já venceu em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015. / Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP
Jogador já venceu em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.
Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP
Da AFP

O argentino Lionel Messi conquistou nesta segunda-feira sua sexta Bola de Ouro, um recorde que agora só ele tem, superando o português Cristiano Ronaldo. O atacante do Barcelona, de 32 anos, também ficou na frente de Virgil Van Dijk e de Sadio Mané, dois jogadores do Liverpool que venceram a Liga dos Campeões. 

Ele sucede assim o croata Luka Modric (do Real Madrid), vencedor no ano passado. O argentino, que ganhou apenas um título neste ano (o Campeonato Espanhol), já havia faturado o prêmio em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015 e agora tem um a mais que Ronaldo, que não compareceu à cerimônia realizada na noite desta segunda-feira no Théâtre du Châtelet.

"Quero agradecer pelo prêmio aos jornalistas que votaram em mim e a meus companheiros que permitiram que eu ganhasse", disse Messi em seu discurso.



"Há 10 anos recebi minha primeira Bola de Ouro em Paris. Vim com meu irmão, tinha 22 anos e achava que tudo aquilo que eu estava vivendo não se repetiria... E agora tenho seis", acrescentou.

Messi declarou que "não se pode nunca deixar de sonhar, de trabalhar, de desfrutar jogando futebol".

O jogador, que em 2019 ganhou a Liga espanhola e foi semifinalista da Copa América com a Argentina, concluiu: "Me sinto abençoado e espero seguir durante muito tempo; acho que ainda tenho lindos anos pela frente, embora a aposentadoria se aproxime".




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM