Jornal do Commercio
Notícia
COPA PERNAMBUCO

Santa Cruz conquista Copa Pernambuco ao vencer o Náutico por 2x1

Os gols da partida foram marcados por Rangerson e Leozinho, para o Santa Cruz, com Erick Maranhão marcando para o Náutico

Publicado em 06/12/2019, às 16h59

Santa Cruz venceu com gols de Rangerson e Leozinho / Foto: Léo Lemos/ Náutico
Santa Cruz venceu com gols de Rangerson e Leozinho
Foto: Léo Lemos/ Náutico
Klisman Gama

No Centro de Treinamento do Retrô, Santa Cruz e Náutico se enfrentaram em busca do título da Copa Pernambuco. Melhor para o Tricolor, que venceu por 2 a 1 e conquistou seu quinto troféu do torneio. Em jogo bastante pegado, da forma que é clássico, as duas equipes batalharam bastante. Diante de dirigentes e profissionais da equipe principal, a observação foi válida por todas as partes. É possível que alguns dos nomes que estiveram nesta final, seja pelo Mais Querido ou pelo Timbu, darão seus primeiros passos no profissional em 2020.

O JOGO

Apesar do primeiro tempo truncado, o Náutico conseguiu ser superior no duelo. Muitas disputas físicas no meio de campo, com muito “perde e ganha”. Mas o meio de campo do Náutico conseguiu se sobressair nos duelos, evitando a maior parte das investidas corais. Juninho Carpina foi o melhor na primeira etapa, armando as principais jogadas alvirrubras, acionando os atacantes.

Em uma dessas investidas, o gol saiu aos 22 minutos. Juninho Carpina recebeu lançamento pela esquerda, se livrou do marcador e tocou para Erick Maranhão. O camisa nove invadiu a área e bateu na saída do goleiro. Logo que marcou, se machucou e foi substituído. Aos 46, outra grande oportunidade criada pelo armador timbu. Juninho Carpina tocou para Neto na entrada da área. Livre de marcação, ele bateu por cima da meta.

O Santa Cruz encontrou várias dificuldades para criar. Com uma marcação forte, Leozinho, artilheiro da competição com seis gols, mal apareceu na partida. Na tentativa de tocar a bola pelo meio sendo falha, o Tricolor buscou a ligação direta, que também foi pouco efetiva.

SEGUNDO TEMPO

Precisando do resultado, o time coral buscou o resultado desde o começo. Subiu a marcação e manteve a posse de bola, enquanto também tentava aumentar o ritmo da partida. O Náutico baixou suas linhas e manteve a pegada para que o ataque do Santa não tive muito tempo para pensar.



Se através das jogadas trabalhadas não saía, na bola parada o empate surgiu. Aos 18 minutos, em falta cobrada por Augusto Potiguar, Rangerson se antecipou e desviou a bola, tirando do alcance de João. Depois do tento, a partida voltou a se equilibrar. Jogo mais uma vez pegado e o Timbu ficou mais exposto. Dessa forma veio a virada

Aos 29, contra-ataque rápido do Mais Querido. Roubada de bola na intermediária, João Cardoso lançou Patrick na direita. Ele ajeitou para Augusto Potiguar, que cruzou na medida para Leozinho, de cabeça, marcar. O Santa Cruz se inflamou com o gol. Fechou a marcação e conteve as investidas do Náutico, que caiu de produção na segunda etapa e acabou derrotado no Clássico das Emoções.

FICHA DE JOGO

SANTA CRUZ

Maycon; Carlos Augusto, Rangerson, Italo Melo e Luizinho; Zé Augusto, Ítalo Henrique (Vinícius Diniz) e João Cardoso (André), Augusto Potiguar, Patrick e Leozinho. Técnico: Paulo Massaro

NÁUTICO

João; Bahia, Carlão, Itambé e Vellaske; Luciano (Miro), Luís Felipe e Juninho Carpina, Júlio, Erick Maranhão (Lucas Bala) e Neto. Técnico: Dudu Capixaba

Competição: Final da Copa Pernambuco 2019
Local: Centro de Treinamento do Retrô PE.
Gols: Rangerson, aos 18’ do 2ºT e Leozinho, aos 29’ do 2ºT (SCZ); Erick Maranhão, aos 22’ do 1ºT (NAU).




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();