Jornal do Commercio
Notícia
RETROSPECTIVA

Futebol pernambucano revelou bons nomes nessa década

A reportagem do JC enumerou alguns jogadores criados nos clubes pernambucanos e que ganharam o Brasil e o Mundo nos últimos dez anos

Publicado em 15/12/2019, às 11h04

Douglas Santos deixou o Náutico em 2013 negociado com o Granada, da Espanha / Foto: reprodução da internet
Douglas Santos deixou o Náutico em 2013 negociado com o Granada, da Espanha
Foto: reprodução da internet
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Pernambuco mostrou nessa década que segue sendo um grande celeiro de atletas de futebol. Nos últimos dez anos, vários jogadores revelados por Náutico, Santa Cruz e Sport ganharam o Brasil afora e, alguns, desfrutaram gramados de outros países após transferências internacionais. São os casos do lateral-esquerdo Douglas Santos (foi negociado pelo Timbu, em 2013, para o Granada, da Espanha, e atualmente defende o Zenit, da Rússia), do centroavante Joelinton, que deixou o Sport, em 2015, rumo ao Hoffenheim - hoje atua pelo Newcastle, da Inglaterra -, e do atacante Erick - deixou o Náutico em 2017 pra jogar no Braga, de Portugal.

Os três juntos deixaram nos cofres de Náutico e Sport mais de R$ 10 milhões. Com os pratas da casa alvirrubros sendo negociados por R$ 4,5 milhões (Douglas) e R$ 3 milhões (Erick) e o rubro-negro por R$ 7,7 milhões, mas o Leão ficando apenas com R$ 5,5 milhões e o restante com o Banco BMG, que detinha parte dos direitos do atleta como parte do pagamento no investimento feito no CT de Paratibe.

Outros jogadores negociados pelo Trio de Ferro da capital, mas, desta vez, para o mercado interno, foram os atacantes Gilberto - que deixou o Santa Cruz no início da década, em 2011, rumo ao Internacional - e Raniel, negociado pelo Tricolor do Arruda com o Cruzeiro, na temporada 2016.



NÁUTICO E SPORT

O Náutico, sem dúvida, foi o clube que mais negociou atletas da base nessa década. Além de Douglas Santos, o Timbu conseguiu revelar e vender no mercado o meia Marcos Vinícius (para o Cruzeiro, em 2014), o volante Luiz Henrique (Moreirense), o atacante Robinho (Bragantino) e recentemente o jovem Thiago - vai vestir a camisa do Flamengo em 2020, em uma negociação de cerda de R$ 7 milhões.

No Sport, um prata da casa que foi negociado com certo destaque foi o meia-atacante Everton Felipe, deixando o Leão em 2018 para jogar no São Paulo. Os próximos que podem ser negociados no futebol pernambucano são o goleiro Maílson e o zagueiro Adryelson.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();