Jornal do Commercio
Notícia
feminino

Para evitar lesões, Chelsea monitora ciclo menstrual das jogadoras

O objetivo do clube é também melhorar o desempenho das atletas

Publicado em 14/02/2020, às 19h26

Os treinos foram adequados ao ciclo das atletas. / Foto: Divulgação/Chelsea
Os treinos foram adequados ao ciclo das atletas.
Foto: Divulgação/Chelsea
Karoline Albuquerque
Twitter @eusoukaroline

Corpos biologicamente diferentes precisam de treinamentos diferentes. Justamente por isso e para aumentar o rendimento de suas atletas e diminuir as lesões, o time feminino do Chelsea utiliza um aplicativo de ciclo menstrual para deixar os treinos sob medida.

A técnica Emma Hayes e a comissão do time desenvolveram planejamentos individuais para se adequar às fases do ciclo. De acordo com o clube, eles acreditam que dividir os períodos para alimentação e nutrição pode ajudar a controlar as oscilações de peso que afetam as jogadoras.

O ciclo menstrual é dividido em quatros fases. A primeira é a menstruação em si, quando o tecido uterino descama e os níveis dos hormônios estrogênio e progesterona estão baixos, e dura em média cinco dias. Em seguida, acontece a fase folicular, quando o corpo se prepara para engravidar e o estrogênio aumenta, com duração de 10 a 22 dias. Em seguida, há a ovulação, mais ou menos no meio do ciclo.



Um óvulo é liberado de um dos ovários para as tubas uterinas. Outro hormônio estimulado nesta fase é o LH (luteinizante), justamente induzindo a ovulação. O óvulo demora até quatro dias para chegar ao útero e espera 24 horas até ser fecundado. Quando a fecundação não acontece, o ciclo entra na fase lútea. A progesterona sobe muito após a ovulação e depois cai de nível para começar novamente o ciclo. Essa etapa é também associada à tensão pré-menstrual (TPM), quando há mudanças hormonais.

Cientes de cada momento do plantel, a comissão técnica sabe quando uma jogadora está mais suscetível aos problemas físicos. Durante a primeira e a segunda fase do ciclo há mais risco de lesão. "Somos mulheres e passamos por momentos muito diferentes dos homens mensalmente", destacou a técnica Emma Hayes.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM