Jornal do Commercio
CASA TIMBU

Estádio dos Aflitos será um aliado do Náutico na Série C

Diretoria alvirrubra trabalha para retornar ao Eládio de Barros Carvalho em abril de 2018

Publicado em 11/11/2017, às 20h02

Náutico não joga no estádio dos Aflitos desde maio de 2014 / Foto: JC Imagem
Náutico não joga no estádio dos Aflitos desde maio de 2014
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

“É na dor que o amor se torna mais forte”. O pensamento do padre Pio de Pietrelcina se encaixa perfeitamente no contexto futebolístico. E a história mostra isso. Não são poucos os times que após serem rebaixados de divisão e passaram a sofrer sérios problemas financeiros, a torcida chegou junto e carregou o time na caminhada rumo ao acesso: Fortaleza, nos oito anos de peregrinação na Série C, CSA e Sampaio Corrêa, também na Terceira Divisão, Santa Cruz quando chegou a bater na Série D e colocou média superior a 30 mil, e até mesmo o Corinthians, na queda para a Segundona, em 2008. Com tantos exemplos para se inspirar, o Náutico conta com o apoio do torcedor timbu na reconstrução do clube. O primeiro passo para isso: a volta aos Aflitos.

Com o retorno ao Eládio de Barros Carvalho previsto para abril de 2018, seria possível fazer do estádio um caldeirão para impulsionar o time na luta para retornar à Série B. “Cair para a Série C não é o fim do mundo. Tenho certeza que o fator Aflitos vai fazer a torcida abraçar o time. A nossa ideia é voltar a jogar na nossa casa em abril”, contou Luiz Filipe Figueirêdo, presidente da comissão paritária responsável pela reforma dos Aflitos.

Ainda segundo o Figueirêdo, o Náutico quer seguir a mesma estratégia de outros clubes que caíram, mas que não demoraram para se reerguer. “Não queremos ficar muito tempo na Terceira Divisão, como o Fortaleza. A intenção é trilhar os mesmos passos de Bahia e Vitória, que disputaram a Série C, mas num projeto de cinco anos chegaram à Série A. Estamos reformando o nosso estádio para que isso aconteça”, disse Luiz Filipe, revelando que o clube está providenciando algumas autorizações para iniciar a reforma da parte estrutural do estádio.



AJUDA FINANCEIRA

A presença em massa do torcedor timbu em todas as partidas do Náutico nos Aflitos vai muito além do apoio aos atletas. A média de público elevada vai representar receita para estabilizar a saúde financeira do clube numa temporada desafiadora. “A média mundial é que 25% da receita dos clubes vêm dos jogos. Quantia não das bilheterias, mas também de bares e restaurantes. O programa sócio torcedor também ficará mais forte quando tivermos a nossa casa para mandar os jogos novamente. Disputar a Série C só nos motiva a voltarmos aos Aflitos”, contou.

A última vez que o Náutico atuou no Eládio de Barros Carvalho foi em maio de 2014, quando foi derrotado para o Avaí por 1x0, pela Série B.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM