Jornal do Commercio
Timbu

Náutico não passará do limite para montar time de futebol em 2018

O departamento de futebol do Náutico será comandado pelo vice-presidente Diógenes Braga

Publicado em 11/11/2017, às 20h04

Edno Melo e Diógenes Braga foram eleitos presidente e vice, respectivamente, para o biênio 2018-2019. / Foto: Davi Saboya/JC
Edno Melo e Diógenes Braga foram eleitos presidente e vice, respectivamente, para o biênio 2018-2019.
Foto: Davi Saboya/JC
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

Controle de gastos, folha salarial baixa e compromisso. Esses são alguns princípios que o Náutico terá no futebol em 2018. Rebaixado para a Série C, os recursos serão escassos e as dificuldades maiores. A queda não será um tombo fácil de recuperar. Porém, a diretoria alvirrubra garante que não fará loucura. O que não significa um elenco pouco competitivo para a Copa do Nordeste, o Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil e Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro na próxima temporada.

“Primeira palavra que o Náutico tem que ter no futebol é responsabilidade. Responsabilidade de adquirir compromissos dentro da capacidade de cumprir. Todos os grandes problemas passam por dificuldades de pagamento. Então, esse é o maior desafio para 2018. Evidentemente, que se tem que montar um time dentro da altura da camisa do Náutico”, afirmou o vice-presidente de futebol, Diógenes Braga.

 

A definição da temporada 2018 do Náutico só confirmou o que era esperado. Ciente da dificuldade, o planejamento do futebol iniciou durante a Série B com dois cenários: permanência e rebaixamento. Para tristeza dos alvirrubros, aconteceu o pior. “Quando você projeta elenco, perfis, e outros pontos, se abrem mais objetivos. Já existe muito coisa construída. Sempre se olha para contratação e renovação. Mas não é só isso. Condições de trabalho, composição de staff, estrutura, pré-temporada, muito tem que ser feito”, disse o vice.



COMANDANTE

Depois das questões internas, o próximo passo no planejamento do futebol é a escolha do treinador. O técnico Roberto Fernandes é o nome bem quisto pelo diretoria depois do fôlego que deu ao Náutico na Segundona deste ano.

Um quesito que pesa a favor do treinador é fato de conhecer o clube visto que tem quatro passagens pelo Timbu. Além disso, Roberto tem experiência na Série C e um grande conhecimento do mercado regional. Outro ponto que pesa a favor é a vontade do comandante técnico de permanecer no Náutico. Anteriormente, uma conversa foi iniciada entre as partes, mas não foi terminada por conta ainda da indefinição sobre 2018. O que se sabe é que os dois lados estão a favor de uma continuação.

“Importará a ciência do treinador do momento, na entendimento do clube na questão financeiro, porque seremos responsáveis, austeros e não iremos contratar a vontade. Ciente de que vai receber mais não do que sim. Não é porque não se acredita, mas pela preocupação com a situação, além da capacidade técnica”, esclareceu o dirigente alvirrubro.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM