Jornal do Commercio
COPA DO NORDESTE

Jogadores do Náutico mudam foco para Altos-PI

Timbu enfrenta os piauienses na próxima quarta-feira

Publicado em 14/01/2018, às 09h04

Negretti garantiu que tinha certeza da classificação alvirrubra / Bobby Fabisak/JC Imagem
Negretti garantiu que tinha certeza da classificação alvirrubra
Bobby Fabisak/JC Imagem
Karoline Albuquerque
do Blog do Torcedor

Depois de tirar um peso das costas e se classificar para a fase de grupos da Copa do Nordeste 2018, o Náutico segue para uma maratona de jogos, tanto pelo regional como pelo Campeonato Pernambucano. Ao saírem de campo comemorando a vaga no grupo C, os jogadores alvirrubros já afirmaram estar de olho no que vem pela frente. Quarta-feira (17), o adversário é o piauiense Altos.

O volante Hygor lembra que o começo de temporada já começou corrido, com a decisão disputa em um intervalo de seis dias. Ele classificou como "sacrificante" para uma equipe que treina junto há um mês e ainda não tinha feito 90 minutos em campo junto. O desgaste é muito grande. A gente que precisa dar 100%, 120% ali dentro. Quarta tem jogo, a equipe está um pouco desgastada, mas empenho não pode falta nunca", disse.

O jogador, primeiro capitão do Náutico no ano no rodízio que o técnico Roberto Fernandes pretende fazer, tem em quem se espelhar. "A gente tem o exemplo do Botafogo do ano passado, uma equipe aguerrida, competitiva, muito difícil de ser batida e a gente quer fazer do Náutico uma equipe igual", emendou o volante.



NEGRETTI

Já o capitão do segundo jogo, o também volante Negretti, destacou que tinha certeza da classificação, pois era o primeiro objetivo do clube. Ele agora vai para sua quarta Copa do Nordeste. "Estou muito feliz. Agora saímos de uma decisão e vamos começar do zero uma competição. Quarta tem um jogo difícil contra o Altos. Vamos focados nisso para começar uma competição como se deve do início", concluiu o alvirrubro.

O Náutico recebe o Altos às 19h (horário do Recife) pela primeira rodada da fase de grupos. A chave conta também com Bahia e Botafogo-PB.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM